terça-feira, 6 de novembro de 2012

Marcar o ponto para os oitavos-de-final!

Hoje, o FC Porto marcou o ponto e garantiu matematicamente a passagem aos oitavos-de-final da prova rainha das competições europeias.
Nada de surpreendente, face à tradição do nosso clube na competição, que confirmou assim o seu favoritismo.

Havia a expectativa de compreender como iria VP solucionar as ausências por lesão de Maicon e mais em concreto de Fernando, peça fulcral no equilibrio defensivo da equipa.
Os escolhidos para substituir Maicon e Fernando, foram respectivamente Abdoulaye Ba e Defour. 
Se a entrada do belga na equipa não constitui surpresa, já a ausência de Rolando em detrimento de Ba, é um indício de que o luso-cabo-verdiano é uma carta fora do baralho deste plantel.

O FC Porto era o favorito para a partida de hoje. Em 3 jogos tinha obtido outras tantas vitórias, todavia não se avizinhavam facilidades, como de facto sucedeu.

O Dínamo de Kiev como era de esperar entrou forte no jogo, e durante cerca de 15 minutos foi presionante e teve uma boa oportunidade aos seis minutos, valendo o corte de Mangala na hora H.

A partir do quarto de hora, James entrou no jogo, a equipa subiu as linhas, e começamos a controlar as acções dos ucranianos e a dominar a posse de bola.
Aos 35 minutos poderiamos ter marcado.
El Bandido cruza da esquerda para o compatriota Jackson, mesmo a ser puxado, a cabecear para uma grande defesa do guarda-redes do Kiev. 
Ficou grande penalidade por assinalar.

Chega ao intervalo com a sensação que podíamos ter partido em vantagem para o descanso. Fizemos uma última meia-hora de excelente nível, com domínio e controlo absoluto de todas a vertentes do jogo, e merecíamos ter inaugurado o marcador.

No início da segunda parte tivemos mais uma grande oportunidade de golo, desta vez por intermédio de Varela, que a passe de James, remata cruzado com o pé esquerdo, com a bola a arrasar o poste.

Até aos 60 minutos só deu Porto, com a equipa bem estendida no terreno, a criar boas jogadas de entendimento e a cheirar a golo.

É então que o Dínamo de Kiev faz entrar Haruna e Brown, fica mais rápido e agressivo, e como mais vale um ponto na mão que três a voar, o FC Porto inteligentemente começou a gerir a bola e a controlar os ímpetos ofensivos do adversário.
O Dínamo de Kiev não consegue criar perigo de maior e a partida termina com a divisão de pontos.
O FC Porto foi a equipa que criou as oportunidades claras de golo, pelo que a vitória poderia ter pendido a nosso favor, todavia o empate acaba por se ajustar pois os ucranianos durante os primeiros quinze minutos e última meia hora conseguiram pressionar a nossa defensiva obrigando-nos a jogar em contra golpe.


Quanto aos destaques individuais, são de realçar as boas prestações de Abdoulaye e Mangala.
O jovem Ba, não comprometeu, e na estreia europeia não tremeu e efectuou uma exibição prometedora. 
Mangala teve pela frente Yarmolenko, o jogador mais perigoso do Dinamo de Kiev, e marcou bem o ucraniano.
Helton perante uma defensiva pouco rotinada, teve um papel fulcral no seu comando, estando muito bem nas saídas dos postes, agindo muitas vezes como um autêntico libero.

James fez um excelente jogo, assim como Varela, que se encontra em grande forma.

Jackson,  Moutinho e Danilo foram outros elementos em destaque.

Otamendi foi nitidamente o melhor do onze portista.
Marcou com primazia Milevsky, que deveria ter sido expulso por agressão ao argentino, e foi importante no equilíbrio e comando defensivo, varrendo bem a sua zona de acção, e saiu com qualidade a jogar.


Esta passagem aos oitavos garantiu 3,5 milhões mais 0,5 milhões pelo empate, que acrescem aos 11,6 milhões de euros já arrecadados, uma quantia muito importante para equilibrar as contas do clube.

As lesões continuam a atacar o nosso plantel, hoje foi Defour teve de ser substituído, e soubemos por VP que além de Helton, Lucho também jogou condicionado.

Há que recuperar os jogadores nos próximos dias.

Garantido o apuramento, agora o objectivo passa pela obtenção do primeiro lugar do grupo. 
Vamos a Paris lutar pelo primeiro lugar do grupo como salientou El Comandante.

Abraço e boa semana

Força Porto!

7 comentários:

P. Ungaro disse...

Boas ,

Antes de mais o objectivo foi atingido, 10 pontos em 4 jogos é obra.
Quanto ao jogo acho que fomos pragmáticos, aguentamos a pressão inicial do Dinamo e depois controlamos como tinha que ser feito.
Na minha opinião faltou um pouco de calma e mais objectividade no ultimo passe, no entanto contra factos não ha argumentos ... estamos nos oitavos.
Com 3 ausências importantes, Maicon, Fernando e Alex Sandro ... fundamentalmente este que dá mais profundidade ao flanco, devo destacar 3 jogadores, primeiro Mangala, excelente na entrega e combatividade, joga simples e não perde bolas, depois Helton, tranquilidade e segurança como lhe é apanágio e por ultimo Varela ... está em grande e a subir de forma.

Agora ha que lutar pelos milhões que faltam e pelo primeiro lugar.

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.pt/

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

caro Paulo, caríssimas(os),

esta noite, num palco onde já fomos muito felizes, a nossa equipa do coração realizou uma exibição com muita personalidade.
acima de tudo, fomos pragmáticos: jogámos com a contabilidade e com a possibilidade de encaixarmos (pelo menos) 4 milhões de euros - 3.5M€ pela passagem aos oitavos-de-final e os restantes 0.5M€ pelo empate.

o "objectivo mínimo" foi conseguido, mas com muito mérito, pelo que estamos todos de parabéns!

somos Porto!, car@go!
«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todas(os) vós! ;)
Miguel | Tomo II

100% Dragão disse...

Boas

Um dos grandes objectivo da época esta concretizado. Estamos nos oitavos da Champions. Além do importante encaixe financeiro o óbvio prestigio desportivo. Num jogo complicado fizemos um jogo maduro. Os Ucranianos jogavam tudo esta noite, mas o Porto consegui controlar quase todo o jogo. Parabéns a toda a equipa.

Abraço

http://100porcentodragao.blogs.sapo.pt/

dragao vila pouca disse...

Foi um Porto pragmático, objectivo, consciente que podia ganhar, mas que o empate também servia, aquele que na noite de ontem conseguiu, a duas jornadas do fim, garantir o apuramento para os oitavos-de-final.
Estamos todos de parabéns.

Um abraço

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Resultado que defende os objectivos do FC Porto que era de estar presente nos oitavos-de-final da prova, conseguido com todo o mérito, numa exibição calculista, inteligente, onde foi evidente o grande sentido colectivo.

Referência para o comportamento dos jogadores menos utilizados que cumpriram cabalmente o que lhes foi pedido, dando garantias ao seu treinador de poder contar com eles.

O objectivo seguinte é a manutenção da liderança até ao fim.

Um abraço.

Armando Pinto disse...

Resultados, este e os que têm sido conseguidos, que estão a mostrar uma nova realidade, talvez de confirmação, do trabalho do nosso treinador.
Ora, sou de opinião, segundo o que me parece, que o traquejo agora demonstrado por Vitor Pereira, fruto da experiência entretanto obtida à frente da equipa no tempo ultrapassado, será deveras determinante nas mudanças de comportamentos e consequentes resultados que se vêm registando. Essencialmente,o que já é muito. Agora desejamos que seja para manter e continuar, porque na prática ainda faltam muito da caminhada que se antevê no horizonte... dependendo depois dos resultados finais, ou seja o mais importante.

Artigosonline/ana disse...

Boas,
Um empate servia e serviu para carimbar a passagem à próxima fase da prova e para ter acesso aos milhões correspondentes ao feito. Contudo e apesar do que referi anteriormente, o empate soube-me a pouco, isto porque faltou o golo, faltou a vitória, num jogo em que o FC Porto dominou e controlou. Em suma, gostei do jogo e gostei muito da atitude da equipa, só ficou mesmo a faltar o golo…




Cumprimentos

Ana Andrade

www.portistaacemporcento.blogspot.com
www.artigosonlineanaandrade.blogspot.com