terça-feira, 23 de novembro de 2010

Tri na Taça de Portugal de Ténis de Mesa de Desporto Adaptado

in fcporto.pt

A equipa de desporto adaptado do FC Porto venceu, pela terceira época consecutiva, a Taça de Portugal de ténis de mesa, competição que decorreu este sábado, no ginásio da APPACDM de Vila Nova de Gaia.

Para erguer o troféu, a equipa orientada por Rui Vicente e Pedro Marques, e constituída por António Macedo, António Santos e Eduardo Silva, venceu o Clube de Gaia, por 3-0, e o Clubes Especiais da Madeira, por igual marca.


De recordar que o FC Porto é o actual campeão nacional de ténis de mesa por equipas. A formação treinada por Rui Vicente e Pedro Marques conquistou em 3 de Julho deste ano o ceptro no Pavilhão Municipal da Póvoa do Varzim, onde António Macedo, Eduardo Silva e António Santos se superiorizaram à concorrência e garantiram o triunfo portista.

Em 28 de Fevereiro deste ano o FC Porto também havia conquistado a Supertaça de ténis de mesa em desporto adaptado, por intermédio da equipa constituída por António Macedo, Eduardo Silva, António Santos e Rui Vicente (treinador) que  bateu a APPACDM Viseu por 3-0, na competição que se realizou no ginásio da instituição viseense.

O ténis de mesa é jogado nas categorias em cadeira de rodas ou em pé, masculino e feminino, participando atletas com paralisia cerebral, amputados e em cadeira de rodas.
Fazendo parte dos jogos Paralímpicos desde 1950 em Roma, o Ténis de Mesa tem a sua regulamentação similar ao Ténis de Mesa tradicional, apenas com algumas variações quando jogado na modalidade em cadeira de rodas.

Nas suas variantes, no serviço individual não existem modificações, mas a bola deve sair da linha de fundo de quem serve e não pelas laterais, sendo este serviço, apenas permitido no jogo de duplas. Nos jogos de duplas, após o serviço qualquer jogador poderá golpear a bola, desde que as cadeiras não ultrapassem o prolongamento da linha imaginária central da mesa.
É permitido ao jogador apoiar-se na mesa desde que esta não se mova, e este apoio apenas é permitido para recuperar o equilíbrio.

A classificação para a elegibilidade do desporto é dividida em classes, de acordo com o grau de deficiência do(s) atleta(s).
A competição é dividida em provas masculinas e femininas, por equipas, individuais e “open”.

2 comentários:

Armando Pinto disse...

O F C Porto é grande em tudo. E nós, Portistas, estamos sempre atentos a isso tudo!

Dragus Invictus disse...

Bom dia Sr Pinto,

É um orgulho para nós portistas o ecletismo do nosso clube. Pena o atletismo ter fechado a secção pelos motivos que se sabem.

Ainda nos dá mais orgulho o nosso clube ter a secção de Desporto Adaptado, que tantos títulos dá ao nosso clube e País, para além de que honra o nosso estatuto de entidade de utilidade pública, ao permitir que muitos jovens tenham possibilidade de praticar desporto.

Abraço

Paulo