sábado, 18 de dezembro de 2010

Fechar o ano a ganhar...

O FC Porto realiza hoje o último jogo do ano de 2010 contra o Paços Ferreira, para 14ª jornada da Liga.

Marcado já por declarações arrojadas do treinador do Paços Ferreira este jogo tem assim um novo condimento e motivação para o FC Porto. Compreende-se que os adversários do FC Porto tenham uma motivação adicional, quando entram em campo, pois em caso de vitória ficaram associados à primeira derrota oficial do FC Porto, contudo, neste caso o clima instalado vai para além do jogo de palavras e consequente motivação.

O FC Porto conhece a táctica e não será por aqui que a equipa de Villas Boas conhecerá o sabor da derrota. Mais, será certamente um tónico adicional para o FC Porto espalhar a magia que tem vindo a demonstrar desde o dia 24/3/2010, data que iniciou um percurso de vitória sem conhecer o sabor da derrota e que com a vitória hoje na Mata Real atingirá a marca de 9 meses sem qualquer derrota oficial.

Com 15 pontos até ao momento, o Paços de Ferreira, tem mostrado mais futebol do que propriamente a classificação o demonstra. Com boas exibições frente aos outros grandes, o Paços de Ferreira tem tropeçado com equipas do seu campeonato, facto que demonstra alguma fragilidade competitiva, na ausência de motivação.

Villas Boas sabe que o ponto fraco desta equipa está na sua linha defensiva, tal como demonstra o facto de ter mais golos sofridos do que marcados. E é neste sentido que o FC Porto deverá atacar o adversário, uma vez, que é no ataque que o FC Porto tem se mostrado letal e concretizador.

Num campo com linhas reduzidas, o FC Porto terá que mostrar muita concentração nas manobras ofensivas em contra ataque por parte do Paços Ferreira. Está é a principal arma do adversário. Ao mesmo tempo, o FC Porto terá que mostrar um futebol mais directo e simples na procura do golo.

Ainda com algumas baixas para este jogo, que já vêem de outros jogos, Villas Boas fez regressar sem surpresa Kieszek, Rolando e Sapunaru, para os lugares de Tiago Maia, Sereno e Ukra.

Lista de convocados: Helton, Maicon, Alvaro, Guarín, Belluschi, João Moutinho, Falcao, Hulk, Fucile, Rolando, Walter, James, Sapunaru, Souza, Castro, Rúben Micael, Otamendi e Kieszek.

Mas do último jogo realizado, frente ao CSKA, os adeptos viram boas exibições de jogadores que habitualmente não são titulares, como são o caso de Otamendi, James e Walter, pelo que é de esperar que alguns deles sejam mesmo titulares frente ao Paços de Ferreira.

Algumas dúvidas para Villas Boas, face a este cenário. Do lado direito da defesa, Sapunaru ou Fucile, pela lógica da rotação, Sapunaru deverá ser titular. No centro da defesa, Otamendi ou Maicon, um deles estará ao lado de Rolando. No ataque, James ou Walter farão companhia a Falcão e Hulk. Mantendo o esquema preferencial de Villas Boas, é esperado que James mantenha a titularidade, mas ninguém ficou indiferente à melhor exibição de Walter com a camisola do FC Porto, no último jogo, mesmo sem ter marcado destacou-se pelas constantes variações junto ao ataque.

Antevisão de Villas-Boas:



Independentemente das escolhas, Villas Boas, face a um cenário sem jogadores importantes como Fernando e Varela, conseguiu e bem, promover alterações ao ponto de Guarin e James estarem a mostrar o mesmo nível exibicional que os seus colegas, agora ausentes.

Equipa provável: Helto, Sapunaru, Alvaro Pereira, Rolando e Maicon, Guarin, Moutinho e Belluschi, James, Hulk e Falcão.

O árbitro para este jogo é Artur Soares Dias, que irá apitar pela primeira vez o FC Porto, tendo já apitado 1 vez o Paços de Ferreira, na Mata Real, frente ao Sporting.

A viagem do Dragão à Mata Real é curta, pelo que é esperado uma adesão massiva de adeptos do FC Porto para apoiar a equipa e festejar mais uma vitória, a última do ano. Vamos todos encher a Mata Real.

O jogo está marcado para as 20:15 e terá transmissão na Sporttv.

Ultima nota para desejar, em nome de todos os portistas, a recuperação do Dr. Pôncio Monteiro, que está neste momento, num estado grave de saúde. A nossa concentração e fé na luta deste ilustre Portista pela vida.

Força Porto.

Ricardo Jorge

3 comentários:

Armando Pinto disse...

É para ganhar. Desejando que venha a vitória, para advir um tempo de Natal bem passado...
Temos contudo de contar que eles querem fazer o jeito aos mouros, como disse o presidente deo Paços, mas o Villas-Boas já se apercebeu disso e, por certo, os nossos jogadores também, para que mereçam as férias que vão ter, sendo superiores a tudo, mesmo à arbitragem que vão ter de superar, mais uma vez.

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Estou curioso para ver se será James ou Walter o titular. Apesar de Otamendi ter tido excelentes prestações nos últimos jogos, penso que Maicon será mais útil neste jogo, pois o Paços de Ferreira tenta aproveitar ao máximo os lances de bola parada, e Maicon é útil no jogo aéreo.

O Paços tem uma boa equipa, com Bura emprestado pelo FC Porto, com os ex portistas Caetano,Manuel José e André Leão. Conta ainda com o caceteiro Filipe Anunciação (não posso com este gajo), e depois tem o criativo Leonel Olimpio e o perigoso avançado Rondón.

Quanto à motivação que o Paços tem para ser a primeira equipa a vencer-nos, é uma forma do Presidente e Treinador motivarem uma equipa que face à qualidade do seu plantel tem feito uma má época, perdendo pontos contra os adversários que lutam pelos mesmos objectivos. Mal dos seus dirigentes e treinador se resumem o sucesso de uma época a vencer o FC Porto.

Vai ser portanto um jogo complicado, com um relvado que não é o melhor, mas se estivermos ao nosso melhor nível, venceremos.

É muito importante terminar o ano com uma vitória.

Espero que os jogadores lutem, vençam para dedicarmos a vitória ao Dr. Pôncio Monteiro.

Abraço e bom domingo

Paulo

dragao vila pouca disse...

Vá lá malta, só falta um bocadiho assim...

Ganhar e acabar o ano em beleza, até para que o bacalhau saiba melhor.

Um abraço