sábado, 9 de abril de 2011

Vontade de Vencer. Este é o nosso destino

Está de regresso a Liga Portuguesa, depois da conquista do título e depois do primeiro jogo dos quartos de final da Liga Europa, que deixou o FC Porto muito perto do apuramento para as meias-finais. Foi sem dúvida 1 semana cheia de emoções fortes mas de futebol muito competente e muito bonito que deixou os adeptos maravilhados.

Com a conquista da Liga Portuguesa as atenções estão claramente voltadas para a Liga Europa e para a Taça de Portugal. Contudo, e face à convocatória de Villas Boas, o FC Porto não irá facilitar nesta prova.

São ainda alguns os objectivos importantes a conquistar nesta prova. Primeiro a possibilidade de terminar o campeonato sem derrotas, segundo atingir o patamar dos 80 pontos, terceiro garantir que Hulk ou Falcão serão o melhor marcador da Liga, quarto ficar abaixo dos 10 golos sofridos em toda a época e por último passar a marca dos 70 golos marcados, marca atingida o ano passado.

Ainda assim, nestes últimos 5 jogos até ao final da época, o FC Porto irá defrontar alguns adversários que irão colocar dificuldades.

Amanhã, o adversário é o Portimonense que luta ainda pela permanência nesta Liga. Actual último classificado, a 5 pontos da salvação, irá criar dificuldades ao FC Porto. Ainda que limitado de alguns jogadores importantes a motivação de jogar em casa e contra o Campeão Nacional, poderá ser uma força adicional para conseguirem um resultado positivo.

Este Portimonense que já criou dificuldades na primeira volta e recentemente em Lisboa quase que conseguia os 3 pontos, apesar de estar em último lugar, não é a pior equipa a nível atacante e defensivo.

Villas Boas não poupou na convocatória e apenas alterou os nomes que estavam impedidos de alinhar neste jogo por castigo ou por lesão. Saíram da convocatória Fucile, Alvaro e Otamendi por estarem a cumprir 1 jogo de castigo e Helton e Varela, por problemas físicos. De regresso estão Sapunaru, Mariano, Sereno , Pawel e Ruben Micael.

Lista de convocados: Maicon, Guarín, Belluschi, João Moutinho, Falcao, Cristian Rodríguez, Mariano, Hulk, Rolando, Sereno, Walter, James, Sapunaru, Souza, Beto, Fernando, Rúben Micael e Pawel.

Naturalmente são esperadas alterações ao onze portista para o jogo de amanhã. Para além dos 5 ausentes, Villas Boas gerir o esforço físico dos restantes jogadores, tendo em conta o ultimo jogo e o próximo jogo, ambos frente ao Spartak. Essas alterações deverão sobretudo incidir no meio campo e ataque. Fernando e João Moutinho que têm jogado praticamente todos os 90 minutos, deverão dar o lugar a Ruben Micael e Belluschi, enquanto que no ataque, Hulk, que denota falta de explosão nos últimos jogos, deverá dar o lugar a James ou mesmo Cristian Rodriguez.

O sistema de jogo deverá ser o mesmo e independentemente das alterações que Villas Boas irá introduzir, é certo que assistiremos a uma vontade de vencer pois é este o nosso destino.

Equipa provável: Beto, Sapunaru, Sereno, Maicon e Rolando, Guarin, Ruben Micael e Belluschi, James, Cristian e Falcão.

Oportunidade para alguns jogadores que têm jogado menos darem o seu contributo e mostrarem o valor que têm.

Oportunidade única para todos os Portistas do Algarve e arredores de brindarem os actuais campeões nacionais e serem testemunhas de mais uma vitória do FC Porto, que será a 14º consecutiva. O jogo está marcado para as 18:15 o que significa que será um jogo como antigamente, ou seja, com luz natural durante toda a partida, e que com a previsão de temperaturas de verão serão ingredientes para uma excelente tarde de futebol.


Antevisão de Villas-Boas:




Para aqueles que não se vão deslocar ao estádio, o jogo terá transmissão pela TVI.

Última nota para os recentes acontecimentos protagonizados pelo clube do regime, aquele que combate a corrupção com corrupção. Já não bastava a impunidade face aos acontecimentos antes do jogo do passado domingo, o impedimento de adereços a claques organizadas e legais, a nota "Muito Bom" dada por um observador ao árbitro do jogo, a suspensão do treinador, quase 3 meses depois de ocorrer e uma punição que é um atentado a todos os desportistas e agentes que se regem pelas regras e por último, a noticia da ameaça de não validar o código de barras dos bilhetes emitidos para os adeptos portistas no próximo dia 20.

Apelo a todos os portistas, e tal como da última vez que recebemos o troféu de campeão nacional no Dragão, possamos demonstrar aos dirigentes da Liga o nosso repudio perante a passividade e proteccionismo ao clube do regime.

Para além das imagens que o FC Porto irá, na próxima segunda-feira, divulgar, apelo aos dirigentes portistas, que proíbam todo e qualquer adepto desse clube de entrar no Dragão como resposta às atitudes e ameaças aos nossos adeptos.

Força Porto.
Ricardo Jorge

5 comentários:

Dragus Invictus disse...

Boa tarde,

Após a épica e histórica conquista do título em pleno estádio do clube rival, o FC Porto traça outro objectivo no que toca ao campeonato: Terminar sem derrotas e fazer história!

Com o título conquistado Villas-Boas, vai gerir o plantel e dar lugar a jogadores menos utilizados nesta época, que desta forma poderão dar uma resposta afirmativa ao seu treinador, de que pode contar com eles como valores de futuro.

Vai ser a oportunidade para os dragões residentes no sul do país verem o campeão nacional e festejarem o título com os atletas.

Abraço e bom fim de semana

Paulo

dragao vila pouca disse...

Meus amigos, se bem se lembram, o nosso treinador dividiu a época por ciclos: até à primeira paragem; até ao Natal; até ao regresso das provas europeias; e no penúltimo, vencer 5 jogos, incluindo o jogo frente ao Benfica, para que fosse possível o título a cinco jornadas do fim. Foi assim, ciclo após ciclo e com um brilhantismo que ridiculariza a má língua, que o Dragão fez a festa na Luz apagada. Agora, já laureados, entramos no último ciclo, um ciclo que tem como principal objectivo ganhar o campeonato, Liga Zon Sagres, sem derrotas. Podemos consegui-lo, mas sem obsessões, já o disse e repito e sem colocar em causa novas conquistas e aquilo que neste momento é o mais importante: tentar fazer novamente história, ganhando a Liga Europa - já que aqui chegamos, porque não canalizarmos para aí todas as nossas forças?
Assim, em Portimão, num estádio tradicionalmente difícil e no passado uma fortaleza do pior anti-portismo, ganhar sim, é essa a nova vontade e nossa imagem de marca, mas sem correr riscos que possam hipotecar o futuro próximo. É tempo de dar minutos e confiança aos menos utilizados... eles que aproveitem e mostrem serviço.

Um abraço

r.m.silva da costa disse...

Os portistas do Algarve merecem que o Futebol Clube do Porto lhes proporcione uma exibição à campeão e, se possível, que evite a derrota.

Se alcançar, com mérito, uma vitória no jogo até os que não simpatizam connosco a aceitarão com o fair-play tradicional das gentes da região algarvia.

P. Ungaro disse...

Se duvidas existissem sobre a vergonha que é o campeonato portugues, o castigo do jj é a prova do que se passou no ano passado continua !!!!

Mas a realidade é que temos um treinador, um grupo de jogadores e uma estrutura que não ha igual e que por muito que nos ataquem não dá hipóteses !!!

um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com/

Armando Pinto disse...

É para vencer! Por todos os motivos e mais alguns, de modo a manter a invencibilidade, dar uma grande alegria aos Portistas do Algarve, quando podem ver fisicamente o seu e nosso Porto, que bem merecem, como também, a propósito, para haver ainda mais sobre a feliz coincidência de ontem ter feito 100 anos que o F. C. Porto conquistou a 1ª competição, como lembro em

http://longara.blogspot.com/2011/04/efemeride-1-edicao-da-taca-jose.html

Estou com uma grande fezada na manutenção do ritmo vitorioso, do ciclo triunfante.