domingo, 1 de maio de 2011

Largos passos rumo à invencibilidade…

phpThumb.php
O FC Porto ao vencer esta noite o Vitória de Setúbal por expressivos 4 golos sem resposta deu mais um passo rumo à invencibilidade que é neste momento o grande objectivo a alcançar na Liga Portuguesa, quando faltam apenas 2 jornadas para terminar a época.

Villas Boas apresentou uma equipa bem diferente da habitual, mas ao contrário de muitas análises que se possam fazer, entraram em campo como titulares jogadores como Alvaro Pereira, Maicon, Otamendi, Guarin, James e mais tarde Varela, jogadores que foram em determinados momentos da época titulares do FC Porto. Foi uma equipa equilibrada, mais uma vez, com espírito de vitória e muita vontade em assegurar mais uma vitória.

É certo que o jogo ficou mais tranquilo para o FC Porto após o auto-golo do Vitória de Setúbal, mas o FC Porto dominou em ambas as partes e para além dos 3 golos que marcou, criou inúmeras oportunidades para dilatar o resultado, sobretudo durante a 2ª parte. Uma primeira parte marcada pelo controlo do jogo que culminou da melhor forma com o 2-0 marcado por Otamendi aniquilando qualquer hipótese de resposta do Vitória de Setúbal.

Na segunda parte o ritmo de jogo abrandou e o FC Porto aproveitou e bem a subida do Vitória de Setúbal para causar mais perigo nas transições ofensivas. Numa delas, James Rodriguez, o melhor em campo, assistiu de forma perfeita Walter para o 3-0.

phpThumb.phpa
Villas Boas começou a pensar já no próximo jogo e foi com naturalidade que retirou James e Guarin e fez entrar Varela e Fernando, duas mudanças na equipa que permitiu o descanso aos Colombianos e ritmo de jogo para Fernando mas sobretudo Varela que se tem apresentado uns furos abaixo do normal.

O Vitória de Setúbal ainda teve uma oportunidade de ouro para reduzir a desvantagem quando ainda faltavam 20 minutos para o final, mas Beto esteve em grande nível ao defender o penalti, tal como já tinha feito em alguns lances anteriores.
Aquele que poderia ser um tónico para a equipa da casa transformou-se no KO final. Desde aí até final do jogo, só deu Porto e a equipa fez o controlo da bola, sem grandes esforços físicos mas ainda assim criando algumas situações de golo. Numa delas aconteceu mesmo com Varela já perto do final a selar o resultado com o 4º golo.

Destaque para James, não jogou o tempo total do jogo, mas enquanto esteve em campo sobressaiu relativamente aos restantes colegas. Face a esta exibição num jogo que até poderia levar a alguma desmotivação dos jogadores que entrassem de inicio, podendo estar associados ao facto de não jogarem na próxima quinta-feira, James foi indiferente e colocou em campo toda a sua qualidade, sendo um potencial titular frente ao Villarreal. Quem esteve muito bem também foi Otamendi, que já leva 5 golos no campeonato e 6 em todas as provas e Beto que ao ter defendido o penalti e ter efectuado mais uma mão cheia de boas defesas evitou que a bola entrasse na sua baliza e permitiu assim que o FC Porto chegue a duas jornadas do fim da Liga com metade dos golos sofridos durante a época passada.



O FC Porto somou vários recordes com esta vitória. Conseguiu a 16ª vitória consecutiva na Liga, conseguiu alcançar a maior diferença pontual, de sempre, para o segundo classificado (21 pontos), atingiu a barreira dos 80 pontos em 16 jogos, está a apenas 3 golos de bater o recorde pessoal de golos numa época para a Liga e soma apenas 13 golos sofridos, metade do que sofreu a época passada.

Mas mais importante do que estes recordes é sobretudo faltarem apenas 2 jogos para poder terminar a Liga sem qualquer derrota, constituindo mais um recorde da história deste clube.

É impressionante a forma física que os jogadores evidenciam. Muito se deve à motivação mas é preciso realçar o bom trabalho que Villas Boas e restante equipa técnica tem feito, na gestão do esforço sem beliscar a qualidade e a serie vitoriosa e com muitos golos que esta equipa tem evidenciado.

Declarações de Villas-Boas:



É um prazer ver esta equipa jogar à bola e é um prazer ver a alegria contagiante que jogadores e equipa técnica, festejam jogo após jogo, as vitórias deste clube.
E é já na próxima quinta-feira que o FC Porto tem oportunidade de fazer história alcançando a sua 5ª final europeia, todas elas com o mesmo denominador: Jorge Nuno Pinto da Costa.

Última palavra para ao adeptos que estiveram no Bonfim, não foram muitos mas é de registar mais uma jornada de 700Km para muitos que vieram da cidade invicta apoiar o FC Porto.

Força Porto.
Ricardo Jorge

7 comentários:

Dragus Invictus disse...

Boa noite,

Excelente jogo da nossa equipa, com muita ambição conquistou uma vitória "gorda" num terreno difícil.

Excelente exibição de James. Beto grande jogo também, mereceu a titularidade em dia de aniversário. Otamendi é um grande central muito forte nos lances de bola parada e está a fazer uma excelente época.

Poupamos espingardas sem perder a ambição e garra e isto enche-nos de orgulho. Somos uma equipa na verdadeira acepção da palavra. Villas-Boas está a fazer um fantástico trabalho. Estou convicto que vamos terminar o campeonato sem derrotas.

Excelente o apoio dos nossos adeptos.

Abraço

Paulo

dragao vila pouca disse...

Mesmo quando e muito bem, resolvemos poupar. E hoje poupamos quase uma equipa inteira - dos que jogaram frente ao Villarreal, só jogaram de início, Álvaro, Otamendi e Guarín, mais tarde, Fernando e Varela, que jogaram 26 e 17 minutos, respectivamente, sendo que o português tinha jogado apenas na segunda-parte frente aos espanhóis...
Começamos a dominar, mas lentos, sem criar oportunidades e é verdade que tivemos a sorte de marcar, num auto-golo de Valdomiro, mas a partir daí e até ao fim do jogo, foi mais um passeio do Campeão.

Sob a batuta de um menino de 19 anos, James Rodríguez, colombiano e que não quer ficar atrás dos seus compatriotas, os muito badalados F.Guarín e R.Falcao, o conjunto de André Villas-Boas dominou, controlou marcou e com o 2-0 em cima do intervalo, o jogo ficou resolvido. Só um tipo "passado", como Ricardo Silva - nunca mais perdoou ao F.C.Porto tê-lo dispensado -, é que pode colocar reticências ao triunfo do Dragão. E meus caros, não há muito mais a dizer sobre o jogo a não ser que Walter voltou a marcar, Otamendi também, assim como Varela. Que é a 16 vitória consecutiva; que temos 80 pontos e que o mais, maior, melhor, grande clube do mundo já está a 21 pontos, até ao momento, a maior diferença da história; e que estamos a duas vitórias de fazer mais história, conseguir um campeonato sem derrotas e com apenas dois empates, igualando o feito do Benfica de Hagan, nos longínquos anos 70, do Século passado.

A naturalidade com que o F.C.Porto ganha e não só ganha, como goleia, é algo que nos faz recuar e relembrar a frase de Jesualdo: "No F.C.Porto, ganhar é como escovar os dentes".
Uma palavra final de parabéns ao Beto, que faz anos e deu uma prenda a ele próprio: defendeu um penalty - é um especialista. E para Kieszek que se estreou e assim, também é Campeão...

PS - Mais um fim-de-semana em Grande para o Dragão. Vitórias no futebol, hóquei, andebol e basquetebol.
No futebol já somos Campeões em seniores e juniores; no andebol lideramos e precisamos apenas de uma vitória, em três jogos, para sermos Campeões, Tricampeões, quero dizer; no hóquei a quatro jornadas do fim, também vamos em primeiros e podemos ser...Decacampeões; no basquetebol e nas meias-finais do play off temos a vantagem de 2-0 e estamos a apenas a uma vitória da final, onde teremos o factor casa a nosso favor.
Se isto não faz de nós um clube fantástico, não sei o que é um clube fantástico...

Um abraço

100% Dragão disse...

Boa Noite

Este foi mais uma demonstração de força da nossa equipa e em especial da capacidade do Villas-Boas, mesmo os jogadores menos utilizados sabem perfeitamente o que fazer em campo. Nunca vi uma equipa tão bem trabalhada, temos um treinador e um plantel verdadeiramente especial.

Abraço

http://100porcentodragao.blogs.sapo.pt/

P. Ungaro disse...

Boas,

O que dizer mais deste FC Porto !!! uma equipa fantastica com uma atitude impar.

Um nota especial para o Beto que para alem do seu aniversario demonstrou que todas as suas qualidades !!!

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com/

Dragaopentacampeao disse...

Jogo para cumprir calendário, assumido com responsabilidade e seriedade timbres do Dragão, apesar da massiva gestão efectuada por AVB.

Ficou demonstrado que para além de constituirmos a melhor equipa nacional temos também o melhor plantel.

Os diferentes objectivos que a equipa persegue continuam intactos, que a serem alcançados, fará desta equipa a mais «arrasadora» da história do futebol português.

Um abraço

DavidPintoFaria disse...

e ninguém cala este nosso AMOR e é por isso que vou cantar só por ti PORTO!!!

HD disse...

Tudo parece fácil, mas na verdade é a tremenda classe dos Dragões que abre caminho a fantásticas vitórias contra adversários de valor.

Para a semana todos ao Dragão!

Nota: Jogamos com a segunda linhas?

Abraço

Hugo

DragõesUnidos