sábado, 3 de março de 2012

Regresso ao Passado…

O FC Porto venceu e venceu com toda a justiça, é bom que se diga. Foram provavelmente os melhores 20 minutos da época, um completo domínio, com um fantástico golo, que banalizou aquela equipa que era considerada, e provavelmente continuará a ser, a melhor equipa a jogar futebol em Portugal esta época!

E se a equipa esteve em grande nível, apenas teve uma desatenção em todo o jogo, no segundo golo do adversário, é bom que se destaque Vítor Pereira, muitas vezes criticado e com razão, mas neste jogo foi decisivo.

Alguma surpresa na colocação de Maicon e Djalma à direita, mas percebeu-se a ideia. Hoje a estratégia foi implacável, com Lucho mais adiantado e os alas Djalma e Hulk mais recuados, o FC Porto não só surpreendeu o adversário como o aniquilou praticamente em todo o jogo, com excepção dos últimos 15 minutos da primeira parte.

E se esteve bem na estratégia montada, esteve ainda melhor ao arriscar muito cedo na procura do empate, ao retirar Rolando e a colocar James e também a colocar Djalma, já amarelado no lado direito da defesa. Nos últimos minutos e já com vantagem numérica ainda arriscou mais ao colocar mais um atacante para o lugar de Moutinho.

Vítor Pereira esteve atento ao jogo, mexeu na altura certa, foi ousado, os jogadores confiaram e corresponderam dentro do campo.

Foi de facto um inicio de jogo de grande nível do FC Porto. Sem muitas oportunidades, marcou num lance de génio de Hulk e dominou com muita posse de bola o adversário. Mais tarde é um facto que o adversário cresceu, teve oportunidades, marcou num lance de ressalto convém dizer, mas ainda na primeira parte, o FC Porto poderia e deveria ter marcado com Janko, primeiro e Alvaro Pereira depois, a perderem a oportunidade.

O resultado até estava equilibrado, mas notava-se muita mais qualidade de jogo do FC Porto do que do adversário, que acabou por crescer no jogo embuído no espírito que os adeptos transmitiam para dentro de campo.

Na segunda parte, o adversário marcou o segundo e terminou a sua prestação em campo. A partir daí só deu Porto, primeiro a recuperar o domínio do jogo, depois a restabelecer a igualdade até que perto dos 80 minutos, ficou em vantagem numérica. E se até a esse momento sentia-se que o terceiro ia surgir, com a expulsão de Emerson, as forças que já começavam a faltar, e a ambição em ganhar, fez com que ainda existisse forças para chegar ao terceiro.





E é aqui que entra a equipa de arbitragem. Se é um facto que Maicon está ligeiramente adiantado no livre que resultou no terceiro golo é igualmente um facto que Cardozo, antes deste lance, comete duas vezes grande penalidade ao controlar a bola de uma mão para a outra mão em plena grande área.

Curiosamente, ninguém falou deste lance, e chegámos ao ridículo de ter de ouvir o adversário falar em falta sobre Witsel no lance que deu o empate ao FC Porto.

É o estrebuchar dos mortos!

Para quem não falava em arbitragem, sobretudo quando na primeira jornada empataram em Barcelos com um golo em fora de jogo, na dúvida tudo bem (João Ferreira), ou quando derrotaram o Vitória de Guimarães com 3 penaltis, e depois de terem falhado um deles (Duarte Gomes), ou mesmo quando lhes foi perdoado um penalti aos 9 minutos frente à Académica (Vasco Santos), ou quando Cardozo pontapeia nas partes baixas Fucile no Dragão (Jorge Sousa) ou então na fantástica exibição de Bruno Paixão em Barcelos e no fantástico desempenho de João Capela em Olhão, jogos em que o FC Porto perdeu 5 pontos, hoje entenderam falar e até colocar em causa a integridade física de um árbitro, que depois de ter sido agredido em pleno Colombo por um adepto benfiquista, corre agora sérios riscos de voltar a viver outro momento idêntico.

Mas tudo isto é muito coerente pelo que devemos todos estar sensibilizados e preocupados e muito provavelmente, depois das declarações dos responsáveis do clube do regime, Pedro Proença deverá seguir o mesmo caminho de Pedro Henriques e Olegário Benquerença, árbitros que um dia ousaram errar contra este clube e nunca mais apitaram esse mesmo clube.

Deve a SAD do FC Porto colocar um requerimento solicitando que Bruno Paixão, João Ferreira e Duarte Gomes não apitem mais o FC Porto. Haja igualdade!

Destacar na equipa do FC Porto Maicon, o melhor em campo. Aliás tem sido um dos melhores nos últimos jogos. Joga à direita, joga a central do lado direito, joga a central do lado esquerdo, seguro, autoritário e nos últimos dois jogos foi decisivo com 2 golos.

De resto todos estiveram a um nível acima da média, mas Fernando, James e Hulk juntam-se a Maicon na lista dos que estiveram em destaque.


O FC Porto contribuiu claramente para um grande espectáculo de futebol, com incerteza no resultado, mas com um FC Porto que chegou a Lisboa e procurou a vitória do inicio ao fim, mesmo quando esteve em vantagem e no verdadeiro teste à capacidade física e mental, quando virou uma desvantagem no marcador.

O campeonato não ficou nem está decidido. O que ficou hoje decidido é que em caso de igualdade o FC Porto ficará sempre à frente, o que torna obrigatório o Record colocar o FC Porto em primeiro lugar na classificação, pois era o único orgão de comunicação que sempre colocou o clube do regime em primeiro lugar, quando estavam empatados.


Todas as imagens dos jogos do FC Porto.
(Clique na imagem para entrar)

Esperamos todos que esta vitória e exibição da equipa possa de uma vez por todas colocar no rumo do titulo o FC Porto. Já dependíamos de nós, hoje, para além disso, temos uma vantagem de 3 pontos. Faltam ainda 9 jogos, alguns deles complicados, mas se a equipa continuar com este rigor e vontade então não nos deverá escapar o titulo, numa época com muitos erros internos de gestão, mas que até ao momento, ainda conseguimos estar numa posição favorável para a reconquista do título.

Tempo agora de recuperar fisicamente grande parte dos jogadores e preparar o próximo jogo já com a Académica.

Hoje a Luz voltou a apagar-se, mas desta vez, à vista de todos!

Força Porto
Ricardo Jorge

7 comentários:

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

caríssimas(os),

se num Passado recente fui lesto a criticar o Vítor Pereira, hoje e porque não sou ingrato, quero agradecer-lhe pela imensa alegria que me proporcionou.
muitos parabéns!, Vítor!
(também) mereces o resultado do jogo de ontem!

somos Porto!, car@go!
«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todos vós! ;)

Miguel | Tomo II

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Ontem fizemos um jogo à campeão.
VP que eu tenho criticado esta época, foi arrojado, arriscou e petiscou.
O Benfica apenas nos criou dificuldades em bola paradas e foi assim que marcou dois golos.
Grande jogo de Maicon, o defesa em melhor forma no plantel.
Nervos de aço de Maicon quando encostou a cabeça a Gaitan, sem cair na tentação de o tombar.
Desde que foi para o centro da defesa, Maicon anulou Cardozo, e foi a segurança na defesa que nos permitiu partir com certeza para o ataque.
Grande golo de Hulk, a premiar uma boa exibição.
James, El Bandido, foi o jogador que agitou a partida e nos empurrou para a vitória.
Fernando excelente nesta partida, e fantástico na combinação com James no golo do empate.
É de lamentar a atitude de Maxi no final da partida que cuspiu em James. Vamos aguardar a punição para o uruguaio.
Lamentáveis a declarações dos responsáveis do Benfica, que se refugiaram nos erros de arbitragem para justificar a derrota. Foi a mais pura lavagem cerebral aos seus adeptos.
O golo de Maicon é tão fora de jogo como aquele que apontaram em Barcelos.
http://www.hostthenpost.org/uploads/343f1a6e7865d8d3e81db838935a9e09.jpg
Também se aguardam punições pelas declarações.

Fomos inteligentes, soubemos sofrer, lutamos e por conseguinte alcançamos a justa vitória.
Estes 3 pontos de vantagem não nos garantem o título, mas esta vitória é muito importante do ponto de vista emocional para encarar as restantes 9 jornadas.

Abraço e bom fim de semana

Paulo

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Foi um jogo bem conseguido, e, é justo dizê-lo, com uma óptima leitura de Vítor Pereira. Confesso que torci o nariz quando vi Maicon de novo na lateral direita, quando me parecia que deveria iniciar a central para contrariar a maior estatura de Cardozo, em relação a Otamendi. Mas percebi a ideia do treinador. Preferiu o equilíbrio defensivo já que a tendência do constante adiantamento de Palito, aconselhava o outro lateral menos subido. Djalma na esquerda foi nitidamente para compensar os avanços de A.Pereira e tentar travar os de Maxi.

Até nas substituições VP esteve à campeão. Arriscou e petiscou. Eu que não sou um particular fã do treinador dou-lhe os meus parabéns muito sinceros. Espero que este desempenho tenha sido a regra para manter. Se assim for ninguém ousará criticá-lo de novo.

Justa vitória, conquistada com todo o mérito e muita raça. O caminho fica aberto para a renovação do título, mas é preciso manter os pés bem firmes na terra. Há ainda caminho difícil para desbravar. Não percamos a serenidade.

Um abraço

dragao vila pouca disse...

Vale a pena acreditar.
Se não acreditamos em quem tantas alegrias nos tem proporcionado, vamos acreditar em quem?

Ontem foi um Porto à Porto, ousado, destemido, preparado para tudo, mesmo para as piores situações de jogo.

Parabéns a todos, em particular, por ser mais que justo, ao Vítor Pereira.


Abraço

Armando Pinto disse...

Que bem estar senti ao acordar hoje de manhã, depois de uma, mais uma alegria... da noite anterior! (eh, eh, eh) É por estas que a vida ainda tem coisas boas.
http://longara.blogspot.com/

Artigosonline/ana disse...

Boas,
E o FC Porto voltou a apagar a luz! Eu não esperava um jogo fácil, nada disso, porque no futebol não há jogos fáceis, mais ainda com os jogos das selecções
pelo meio da semana. Mas correu tudo bem. É verdade que a espaços o Benfica criou perigo, mas sejamos realistas, era normal que assim fosse, estavam a
jogar em casa e são uma equipa, que tal como o FC Porto, em Portugal procuram títulos. Para mim Vítor Pereira esteve bem nas substituições, arriscou quando
tinha de arriscar. Vamos às individualidades? Não vou individualizar muito, mas: grande golo de Hulk! Dizem que a bola atingiu 108 quilómetros por hora!
Grande, grande James; quem diria que o colombiano chegou a Lisboa na manhã do clássico? E finalmente, muito bem Maicon! À o terceiro golo do FC Porto está
em fora de jogo? E daí? O Benfica nunca ganhou jogos assim? É verdade que gosto sempre que o FC Porto ganhe de forma limpa, mas de vez em quando não tem
mal nenhum! E agora para todos aqueles, portistas, que diziam que esta época já estava tudo perdido, aqui fica, o FC Porto está na liderança isolada do
campeonato. Está decidido o campeão? Nada disso, mas agora o dragão tem tudo nas suas mãos, ainda falta muito para jogar, ainda faltam saídas complicadas
e recepções igualmente, mas está tudo na mão. E termino da mesma forma que comecei: e o FC Porto voltou a apagar a luz!

Força FC Porto!

Cumprimentos

Ana Andrade

www.portistaacemporcento.blogspot.com
www.artigosonlineanaandrade.blogspot.com

100% Dragão disse...

Boas

Foi um grande jogo. O Porto foi superior na maioria dos 90 minutos. Uma vitória muito importante mas ainda falta muito para acabar o Campeonato. Reconheço que não gostei do 11 inicial nem das substituições mas olhando para o resultado final, o Vítor Pereira hoje está de parabéns. Os adeptos mereciam esta vitória.

Abraço

http://100porcentodragao.blogs.sapo.pt/