quarta-feira, 13 de março de 2013

Queremos os Quartos de Final

Depois de ter conseguido colocar-se em vantagem no jogo da primeira mão no Dragão eis que chega o tão esperado confronto com o Malaga, o tão esperado jogo que pode colocar o FC Porto nos quartos de final da Champions.

Já no último jogo foi visível, fruto também dos golos marcados muito cedo, que o FC Porto há muito que vem preparando este jogo, por muito que se diga o contrário. A quarentena de Moutinho e Mangala e a gestão de esforço de James para que regressasse ao activo de forma sustentada foram claros indicadores da importância que este jogo tem para o clube.

O jogo da primeira mão foi de tal forma controlado pelo FC Porto que o adversário, para além do rótulo já conquistado de equipa sensação da prova até ao momento, ganhou o título também da equipa que menos produziu num jogo da Champions!
Mas ainda assim, o resultado foi magro. Positivo, mas magro. Contudo é um resultado que coloca pressão do lado do Malaga e irá permitir ao FC Porto ter mais espaço do que aquele que teve no Dragão, o que será positivo para o estilo de jogo da equipa da invicta.

Vítor Pereira teve a boa noticia de poder voltar a contar com Moutinho e Mangala e finalmente consegue reunir, provavelmente, os melhores 19 jogadores do actual plantel na mesma convocatória.

Lista de convocados: Helton e Fabiano, Danilo, Lucho, Maicon, Castro, João Moutinho, Jackson Martínez, James, Izmaylov, Varela, Liedson, Mangala, Abdoulaye, Fernando, Alex Sandro, Atsu, Otamendi e Defour.

Mais logo é bem provável que Vítor Pereira altere o esquema de jogo para enfrentar o Malaga. Não será um FC Porto no tradicional 4X3X3, aquele que entrará em campo. Vítor Pereira vai reforçar o meio campo com mais uma unidade e muito provavelmente colocar lá na frente Varela ao lado de Jackson, preparando já a equipa para se desenrolar a qualquer momento no 4X3X3.

A grande dúvida é se Vítor Pereira aposta em James ou Defour para ocupar a posição do meio campo ao lado de Fernando, Moutinho e Lucho. Apostar em James no ataque ao lado de Jackson seria colocar um jogador mais lento e com muito tempo de bola nos pés numa zona muito ofensiva. Faz todo o sentido apostar em Varela, que é mais rápido e pode combinar muito bem com Jackson. Apostar em James no meio campo é dar mais consistência e garantia na construção de jogo ofensivo. Apostar em Defour no meio campo é dar mais consistência defensiva, mais poder de recuperação, tornar o meio campo mais trabalhador.

Equipa provável: Helton, Danilo, Alex Sandro, Maicon e Otamendi, Fernando, Moutinho, Lucho e Defour, Varela e Jackson.

Vítor Pereira sendo um treinador cauteloso é bem provável que aposte em Defour para o meio campo, colocando Lucho na tal posição mais ofensiva e com mais liberdade de avançar, mas ainda com Defour em campo, Vítor Pereira pode no limite fazer rodar Moutinho, Lucho e Defour nas suas posições de meio campo, criando aqui sim, uma dificuldade adicional ao adversário.

Certo é que não será por desculpa de ausências de jogadores que o FC Porto não passará a eliminatória de mais logo. Estão reunidas as condições para que o FC Porto consiga controlar o jogo e até fazer golos, face a um adversário muito poderoso do ponto de vista financeiro, mas muito inexperiente no que toca a competições europeias.

Se o FC Porto estiver ao seu nível, não será este Malaga que o irá derrotar e afastar dos quartos de final da prova.
São esperados muitos Portistas em Malaga mas muitos mais estarão por todo o mundo de olhos e ouvidos concentrados no jogo que tem inicio às 19:45.

Passo a Passo. Hoje é preciso dar mais um.

Força Porto.

Ricardo Nuno Gonçalves Jorge

6 comentários:

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...


caríssimas(os),

no fundamental:
hoje, todos temos que estar Unidos em torno da nossa equipa do coração.
a Garra, o Querer e a Vontade em pretender Vencer terão que estar presentes no La Rosaleda - estádio que, acredito, logo mais será uma filial do nosso teatro de sonhos azuis-e-brancos (o nosso Estádio do Dragão).

certamente que seremos Porto!, car@go! :D
«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todas(os) vós! ;)
Miguel | Tomo II

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Depois de dois maus jogos para o campeonato nacional, hoje não há lugar a veleidades.

Se queremos seguir em frente, a atitude tem de melhorar.
Não podemos facilitar nem desconcentrar.

Temos equipa para vencer em Espanha, mas temos de ser Porto.

Todos esperamos a passagem à próxima fase.

Lutem por isso.

Abraço

Paulo

Dragaoatento disse...

Paulo, de acordo!
Estou convencido que se o Mister tiver estudado bem o Málaga e a equipa do FC Porto jogar aquilo que sabe, com afinco, empenho e com serenidade mas determinados, teremos grandes hipóteses de ganhar.

Vamos ver, estejamos confiantes...

Abraço,
AMonteiro

dragao vila pouca disse...

Com o Málaga a considerar o jogo frente ao F.C.Porto como o mais importante da sua história, com tudo o que isso significa, desde um esperado apoio entusiástico do público, até uma fortíssima motivação por parte da equipa de M.Pellegrini, o conjunto portista só conseguirá travar a chamada fúria espanhola, sobreviver em La Rosaleda e seguir para os quartos-de-final da prova rainha da UEFA, se tiver atitude, carácter, capacidade de sofrimento, for capaz de ser uma equipa humilde, unida, solidária, com forte espírito colectivo e de grupo. Mas e isso é importante, também temos de ser uma equipa esperta a aproveitar a sofreguidão da equipa espanhola. Se esse Dragão estiver na Andaluzia, como estamos em vantagem, somos mais experientes em jogos desta natureza e porque em qualidade não ficamos a dever nada aos andaluzes, para além de ser mais fácil ultrapassar a exigência de um confronto duro, teremos mais hipóteses de sair a rir de Málaga. Também e isso é fundamental, um colectivo forte pode minorar o desgaste e como isso é necessário nesta altura - é que no domingo temos um jogo tão importante como o de amanhã. Se não for assim e cada um puser os seus interesses individuais acima dos interesses da equipa, procurar o brilharete para mostrar serviço aos mirones - que nestes jogos, são sempre muitos -, então as coisas vão-se complicar, de certeza, no La Rosaleda e também nos Barreiros.

Abraço

P. Ungaro disse...

Boas,

Estamos a um pequeno passo dos quartos de final, sem menospresar o adversario acho que temos condições para ganahar o jogo, temos a equipa na maxima força, motivação na champions é o que não falta, os adeptos estão com a equipa, por isso vamos conseguir mais uma noite europeia plena de exito, é a minha convicção.

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.pt/

Dragaoatento disse...

13/03/2013 - Em primeiro lugar, não me custa nada admitir que o técnico do Málaga, Manuel Pellegrini ganhou a eliminatória ao treinador do FC Porto. Começou por montar um colete de forças ao meio-campo dos Dragões que o anulou quase na totalidade. Depois aconteceu a substituição forçada do Moutinho, factor que contribuiu ainda mais para o desnorte da equipa azul e branca. E por aquilo que se tem visto da equipa portista nas últimas exibições, parece acusar descida acentuada de forma, pelo que se tem eclipsado, o que é um mau sintoma.
Entretanto um erro táctico de Vítor Pereira custou-nos a eliminatória. Na minha opinião, a inclusão do Defour no meio-campo começou por revelar receio por parte do técnico portista. Mas se inicialmente poderia pensar-se ser uma boa solução porque Defour defende muito, não entendo porem a razão de não o ter substituído antes dele ter sido expulso! Sabendo que Defour já tinha um cartão amarelo, mantê-lo em campo foi um autêntico suicídio!