sábado, 29 de maio de 2010

Merecemos a final! 2ª. jornada da final six de Hóquei em Patins

LIGA EUROPEIA DE HÓQUEI EM PATINS


2ª. JORNADA DA FINAL SIX

FC Porto 4 - Valdagno 2



in ojogo.pt

PAULA CAPELA MARTINS, enviada especial a Valdagno [Itália]

Tal como no dia anterior, frente ao Barcelona, o FC Porto ficou cedo em desvantagem. Aos 11 minutos, Massimo Tataranni, mais perspicaz do que a defesa portista, já tinha encontrado um cantinho para enfiar a bola no fundo da baliza de Edo Bosch. E, mais uma vez, o destino do eneacampeão português estava traçado. Era preciso remar contra a maré, contra um resultado negativo imposto por um adversário a jogar em casa e que, na fase de grupos, não tinha cometido nenhum deslize frente ao FC Porto. Reinaldo Ventura, aos 14 minutos, tratou de equilibrar a balança, que pendeu de novo para o Valdagno perto do intervalo, com Carlos Nicolia a marcar de livre directo. Mal recomeçou o jogo, depois do descanso, Pedro Gil calou os tifosi e a dúvida permaneceu até cerca dos 42 minutos. A equipa portuguesa não quis desperdiçar o que tinha construído na véspera e manteve a pressão. Emanuel Garcia deixou um primeiro aviso e até garantiu que a bola entrasse, mas sem validação do árbitro; voltou a tentar, com sucesso. Os minutos finais ficaram marcados por um episódio caricato, para não dizer que é desprestigiante para a modalidade que os juízes espanhóis não conheçam as regras em plena prova internacional: é que depois do cartão azul ao guarda-redes Oviedo, Nicolia entrou irregularmente em pista sem que a mesa nem a dupla de arbitragem se tenham apercebido. A denúncia partiu do banco luso, e a confusão instalou-se. O público saiu do pavilhão a gritar "Vergonha!". Hoje, o FC Porto só saberá se tem lugar na final depois do Barcelona-Valdagno.

Figura
Emanuel Garcia
A tranquilidade 

Num jogo da máxima importância e com o resultado encravado num empate, foram decisivos os golos de Emanuel Garcia. Faltavam cerca de dois minutos, o avançado foi certeiro a estabelecer a vantagem de 3-2 e, assistido por Pedro Moreira, voltou a marcar.

Franklim Pais
"O grupo é ambicioso"

No final, o técnico do FC Porto misturou a alegria com algumas críticas ao formato da competição: "Tínhamos de vencer para mantermos viva a hipótese de ir à final. Demos uma resposta digna. O grupo demonstrou que está à altura e que é ambicioso, mas tenho de sublinhar a injustiça deste sistema, porque uma equipa sem derrotas pode não entrar na final. Isto devia ser revisto para que o hóquei possa alcançar o lugar que merece."

Pinto da Costa acredita

Após uma concorrida sessão de autógrafos, juntamente com antigas glórias do clube, e enquanto esperava pelo jantar, Pinto da Costa seguiu atentamente pela TV a Liga Europeia e vibrou com a vitória do FC Porto perante o Valdagno, em Itália. Quando começou a ver o jogo, registava-se um empate, desfeito com os dois golos de Emanuel Garcia. Festejados de forma ruidosa pela sala inteira. No final, telefonou a Ilídio Pinto pedindo calma, pois confiava que o FC Porto iria vencer a liga.

in http://cumhoquei.com

A RAZÃO DA CONFUSÃO
Explicação dada por um nosso amigo muito atento...


Toda aquela confusão foi devido á entrada em pista de um jogador italiano antes de acabar o power Play. Cerca de 2 segundos antes do Emanuel marcar o golo, há um jogador italiano que entra em pista, como está perfeitamente documentado pelas imagens da RTP2.

Assim a mesa que deveria ter avisado logo os árbitros só o fez cerca de 7 segundos depois, o que gerou aquela confusão toda, situação que mais confusa ficou para todos nós com o comentário referindo a 20ª Falta do Porto, que na altura não tinha ainda acontecido.

O Juan Oviedo foi suspenso com cartão azul com 1 min. e 50 seg. para jogar ainda, por isso a sua equipa ficou em power Play e se o Porto não tivesse marcado nenhum golo os italianos teriam que jogar com menos um jogador ate ao fim do jogo. A entrada do jogador italiano só é possível APÓS A MARCAÇÃO DO 4º GOLO DO PORTO PELO EMANUEL GARCIA.

Como entrou outro jogador indevidamente, o treinador italiano teria de ser admoestado com cartão azul e a equipa italiana teria de jogar com menos um jogador os últimos segundos, situação que efectivamente aconteceu. Para confirmar tudo isso, reveja o vídeo dos golos, retirado do DIRECTO da RTP2...


Na 1ª imagem é bem evidente a presença em campo do jogador marcado por nós como número 4, mas para retirar qualquer dúvida, atente-se as imagens 2 (décimas de segundo ANTES do golo do Porto) e 3 (momento exacto em que a bola entra na baliza). Nas imagens 2 e 3 não se encontra visível o jogador marcado como 3 porque se encontra no lado esquerdo da imagem, como se prova pela imagem número 1.

4 comentários:

Armando Pinto disse...

Parabéns. Aqui é o primeiro sítio da blogosfera Portista onde encontrei as imagens dos golos do nosso hóquei patinado. Não pude ver o jogo e por isso procurei, encontrando aqui. Parabéns e, seria bom sinal, espero para já que possam mostrar os nossos golos da final.
Abraço
http://www.longara.blogspot.com/

Dragus Invictus disse...

Obrigado amigo Armando.
Consegui fazer download de um site com o orbit e depois partilhei na minha página de youtube, para que todos os portistas possam ver e partilhar.


Abraço

Dragus Invictus disse...

Barcelona vence Valdagno por 11 - 3 :(

Dragus Invictus disse...

Il Barcellona vince alla distanza e torna in finale di Eurolega dove affronterà il Vic. Il Valdagno ha venduto cara la pelle e ha pagato col tracollo la follia del suo portiere.

La partita é finita.

Tutta la classe di un atleta concentrata in un gol. Il minuto è 24.40.

24.40 GOL Barcellona (Spa): ha segnato Adroher Jordi. Risultato parziale: 11-3.

21.34 cambio Barcellona (Spa): esce Paez David, entra Teixido Lluis.

Il Barcellona non infierisce più. Per la seconda volta consecutiva gli arbitri hanno fischiato il non gioco ai catalani che si limitano a far girare palla.

20.03 cambio Barcellona (Spa): esce Panadero Sergi, entra Adroher Jordi.

19.39 cambio Isello Valdagno: esce Motaran Davide, entra Pranovi Pietro.

Il parziale di 9-0 in 17 minuti con cui il Barcellona ha ribaltato il risultato (era 3-1 per Valdagno) ha spento anche l'entusiasmo incrollabile del pubblico locale.