quarta-feira, 26 de maio de 2010

Obrigado por tudo Grande Professor Jesualdo

Já é oficial o Professor Jesualdo Ferreira rescindiu o contrato que o ligava ao nosso clube, agora temos de aguardar após uma vintena de treinadores já contratados pela imprensa, quem será realmente o escolhido para comandar a nossa equipa para vencer todas as batalhas.
Ao Professor Jesualdo Ferreira só lhe posso desejar as maiores felicidades e deixar o meu agradecimento publico por ter aguentado o leme do nosso navio durante a fase mais difícil vivida pelo nosso clube.



FUTEBOL CLUBE DO PORTO – Futebol, SAD
Sociedade Aberta
Capital Social: 75.000.000 euros
Capital Próprio: 21.417.524 euros (aprovado em Assembleia Geral de 28 de Outubro de 2009)
Sede Social – Estádio do Dragão, Via FC Porto, Entrada Poente Piso 3
Matricula na 1ª Conservatória do Registo Comercial do Porto e
Pessoa Colectiva n.º 504 076 574

COMUNICADO
A Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD vem comunicar, nos termos e para os efeitos do art. 248º nº1 do Código dos Valores Mobiliários, que rescindiu, por mútuo acordo, o contrato de trabalho que liga a sociedade ao treinador da sua equipa principal de futebol, Jesualdo Ferreira. Esta rescisão produz efeitos a partir da presente data.

O Conselho de Administração
Porto, 26 de Maio de 2010

fonte: CMVM


Declarações de Jesualdo Ferreira no site oficial do clube

Oficializada, por mútuo acordo, a rescisão do contrato que o ligava à FC Porto – Futebol, SAD, o treinador Jesualdo Ferreira deixou uma mensagem no site oficial do clube.


«Depois de quatro anos vividos de forma intensa, entendendo as regras de jogo em que treinadores e clubes se movimentam e tendo em atenção o facto de o FC Porto ter tido, pela primeira vez na história, o mesmo treinador durante quatro anos, concluímos, em conjunto, que seria melhor terminar a nossa ligação. Desta forma, o clube pode ter a liberdade que lhe assiste de configurar o seu futebol com ideias diferentes. A minha saída do FC Porto pautou-se pelos mesmos princípios com que entrei no clube. Poderão parecer palavras de circunstância, mas quero deixar aos adeptos do FC Porto, em primeiro lugar, o meu sentido respeito pela forma apaixonada com que os senti ao longo destes quatro anos. Tiveram uma participação decisiva em tudo o que alcançámos. Quero também expressar a gratidão pela administração e, em especial, pelo presidente. Creio que essa gratidão se notou em todos os comportamentos que tive no FC Porto. Sem poder cumprimentar pessoalmente todas as pessoas que comigo colaboraram directa ou indirectamente, quero deixar a todos um forte abraço. Em relação a todos os departamentos como comigo trabalharam no dia-a-dia, as palavras que melhor retratam são: obrigado pela competência! Finalmente, os jogadores… Durante quatro anos, partilhámos grandes alegrias e alguns, poucos, momentos infelizes. Guardo de todos o sentimento do dever profissional e do espírito de equipa que dedicaram ao FC Porto. A todos eles e àqueles dos quais não tive oportunidade de me despedir quero dizer que vou ser um treinador e uma pessoa que irá seguir as suas carreiras. Desejo-lhes a maior sorte do Mundo. Pegando nas palavras do presidente na altura da despedida, também eu sinto poder dizer que estarei sempre disponível para o FC Porto.»

Declarações do presidente do FC Porto no site oficial do clube



Jorge Nuno Pinto da Costa falou em exclusivo ao site oficial do clube acerca da rescisão amigável do contrato do treinador Jesualdo Ferreira.

«Ao fim de quatro anos em comum, entendemos que necessitávamos de alterar o modelo do nosso futebol e propusemos ao mister Jesualdo Ferreira a troca do cargo de treinador da equipa principal pelo de director técnico de todo o futebol do FC Porto. Após uma conversa franca, todavia, fez-nos sentir que deseja treinar mais dois ou três anos, o que percebemos e aceitamos, face à paixão que sempre demonstrou pela profissão. Assim sendo, e tendo em conta o conhecimento que tem da nossa estrutura e do nosso projecto, este momento não constitui uma despedida, mas sim um “até quando quiser!”. Foi isso, de resto, que fizemos questão de lhe sublinhar.»

Recordemos o percurso do Prof. Jesualdo no FC Porto


altalt


A primeira época de Jesualdo, afigurava-se difícil, uma vez que tinha de existir uma transição "pacífica" da táctica do "maluco holandês", e ao mesmo tempo tinha de ganhar a confiança dos portistas, uma vez que iria ser sempre olhado de canto de olho, por ter um passado ligado aos mouros.

Ora o professor demonstrou a inteligência, competência e habilidade tácticas e técnicas ao mudar o esquema táctico do FC Porto, e ainda mais ,conseguiu colocar a equipa a marcar ainda mais golos do que com a táctica do "maluco holandês".

Consegue alcançar os oitavos de final da liga dos campeões, onde é eliminado pelo Chelsea por um score global de 2-3.

Fomos campeões por um ponto numa época, em que aquando da saída do treinador holandês se adivinhava que poderia ser uma época para esquecer.

Jesualdo nessa primeira época 2006/2007, demonstrou competências ... mas não tinha ainda conseguido conquistar os portistas.

Em 2007/2008, apesar da perda de Pepe, Jesualdo leva o Porto a uma época fantástica com São João antecipado, e em que consolida um esquema táctico e uma equipa à sua imagem.

Leva novamente a equipa aos oitavos de final da liga dos campeões, onde é eliminado pelo Schalke 04 nos pontapés de grande penalidade. Aqui podíamos ter ido mais longe, não fosse o tal "temor" ou falta de "ambição" que muitos criticam em Jesualdo.

Revela nessa época fragilidades nas finais perdidas da Supertaça e Taça de Portugal contra o Sporting.

Em 2008/2009, perde Bosingwa e Quaresma, mas dá a volta por cima e consegue conquistar o Tetra campeonato.

É afastado da Taça da Cerveja, perde mais uma vez a Supertaça para o Sporting, mas conquista a Taça de Portugal, fazendo a dobradinha!

Consegue alcançar os quarto de final da liga dos campeões, onde é eliminado pelo Man United por um score global de 2-3.

No final da época 2008/2009 os adeptos quase em unanimidade apelam a mais uma época do professor, uma vez que seria uma injustiça mandar "embora" um treinador que tinha demonstrado trabalho e ganho títulos.

Esta época de 2009/2010, foi marcada pelos erros de contratação e venda de jogadores. Vende-se Licha, Lucho e Cissocko ... e compra-se Valleri, Belluchi, Miguel Lopes, Prediger ...

Bem eu que só percebo de futebol de bancada, ao ver o nosso adversário directo a manter o plantel, a contratar jogadores como Saviola, e um treinador ambicioso, vi logo que este ano ... ou era vai ou arrebenta.

Mesmo assim iniciamos com mais uma conquista de uma Supertaça!

A juntar a tudo isto, apareceu o já mítico campeonato dos túneis, com o castigo a Sapunaru e Hulk... ora parece-me que nenhum treinador resiste a tudo isto.

Perdemos este campeonato marcado pelo dedo do Dr. Ricardo Costa, e vencemos a Taça de Portugal. Foi pena não termos alcançado o lugar de acesso à pré-emilinatória de Liga dos Campeões.
O Prof. Jesualdo, aquando do impedimento do nosso presidente falar, foi a voz do clube e do balneário, defendendo sempre com afinco e seriedade os interesses do clube e os seus jogadores.


O Prof. Jesualdo Ferreira fez um excelente trabalho, e fechou um ciclo de sucesso no FC Porto que conta com o seguinte palmarés:

3 Campeonatos Nacionais (único treinador em Portugal a consegui-lo)

2 Taças de Portugal

1 Supertaça Cândido de Oliveira


Momentos em vídeo:











Cumprimentos

3 comentários:

Ricardo Jorge disse...

Fim de ligação digna como eu desejava e antevia. A comunicação social de Lisboa bem queria confusão, e indemnizações, para encher páginas, mas não vão ter. Obrigado Jesualdo e obrigado Presidente pela seriedade, até no momento de rescindir. Não havia outro caminho, e qd assim é, e se gosta do Porto, o melhor é mesmo terminar a ligação. Estou orgulhoso da forma e do comunicado.

Dragus Invictus disse...

Obrigado ao Professor Jesualdo, por tudo o que deu em prol do nosso clube.
É com pena vemos partir alguém com estas competências. Era bom poder contar com ele com posição de relevo numa outra posição organizativa do clube.

Resta desejar-lhe boa sorte.

E estou certo que se for para o PAOK irá ter sucesso.

Carla Correia disse...

Deixou um bom legado, e saiu de forma digna...
Mas precisávamos desta mudança...