domingo, 1 de agosto de 2010

No dia em que a defesa esteve ao nível do ataque...



Segundo jogo no torneio de Paris, segunda derrota. O FC Porto ficou em último lugar no torneio que contou com PSG, Roma e Bordéus, cuja vitória ficou para o Bordéus, que somou 4 pontos e vantagem nos golos marcados.


André Villas Boas, mudou radicalmente a equipa inicial, apenas Maicon e Alvaro Pereira começaram de inicio tal como na véspera frente ao PSG. Faz tudo o sentido a rotação ainda para mais este jogo já não permitia ao FC Porto conquistar o torneio. Ao contrário de ontem, Bruno Alves e Jorge Fucile estavam no banco de suplentes.


O Bordéus entrou forte, a pressionar e a criar lances de ataque, mas passados alguns minutos, e talvez surpreendido com este inicio, o FC Porto conseguiu equilibrar e virar o rumo do mesmo, demonstrando um ritmo agradável e boas movimentações. Antes do golo do FC Porto, Sapunaru e Walter tiveram a melhor oportunidade do jogo, na sequência de uma bola parada, contudo, e aqui a grande diferença em relação ao golo de ontem do PSG, Sapunaru isolado e sem pressão cabeçeou à figura e Walter na recarga rematou forte mas contra o guarda redes. Passados uns minutos, e numa das melhores combinações da equipa, Belluschi, Varela e Walter, este último após um excelente passe de Varela marcou, um pouco enrolado o remate, mas a intenção e o posicionamento estiveram lá.


Depois do golo o FC Porto abrandou o ritmo, não por pressão do Bordéus, mas o jogo passou a ser jogado muito no meio campo, sem grandes rasgos. De notar nesta primeira parte a troca de flancos dos extremos Varela e Ukra, ao contrário do jogo de ontem.


Ao intervalo o resultado aceitava-se. Se havia equipa que merecia estar a ganhar era o FC Porto.


Na segunda parte, Villas Boas, apenas retirou Alvaro Pereira e colocou Rafa. Mas o FC Porto entrou em campo, praticamente com a mesma apatia do final da primeira parte. O Bordéus começou a crescer, colocou alguns dos habituais titulares em campo, e começou a mandar no jogo. Entre esse dominio dois lançes do FC Porto, uma cabeçada de Falcão, e uma oportunidade para James, que esperou tempo demais para rematar permitindo o corte do defesa.

O Bordeus acabou por empatar num lançe precedido de falta, é certo, mas com um mau corte de Souza para o centro da área, mais um lance de bola parada e fez mesmo o golo da vitória, depois de uma má decisão de Sereno que acabou por fazer falta para evitar males maiores e desse livre, e mais uma vez de cabeça, o Bordeus ficou em vantagem, perante uma defesa, que apesar de ter centrais altos acabou por ser Rafa a permitir a antecipação do jogador do Bordéus.

Mais uma má exibição e claramente, comparativamente com os jogos frente ao Ajax e Sampdória, uma regressão exibicional, que é preocupante, pois os jogadores tinham mais 2 semanas de treino nas pernas.

A grande diferença para os jogos anteriores, foi mesmo o desacerto defensivo, pois a nível atacante manteve o mesmo nível - fraquinho.

Quanto aos jogadores aqui ficam algumas notas:

Beto (2) – Sem grandes intervenções na primeira parte. No lance do primeiro golo não teve qualquer oportunidade para fazer melhor. No segundo golo, não teve também muitas hipóteses, ainda assim, fica ligado ao golos sofridos tal como a defesa.

Sapunaru (2) – Muito má exibição. Mal a defender e sem capacidade fisica para atacar. Deixou muitas vezes o lado direito abandonado, permitindo ao Bordéus criar situações de perigo. Teve uma excelente oportunidade, isolado, cabeçeou à figura do guarda redes. Na segunda parte não melhorou e acabou substituido por Fucile. Se Fucile sair, vamos mesmo precisar de reforçar este sector.

Sereno (1) – Á semelhança de Sapunaru, esteve igualmente mal a defender. Permitiu várias antecipações dos avançados, muito mexido é certo, procurou sair com a bola, mas sem grande objectividade. Fica ligado ao lance mais infeliz do FC Porto, que permitiu o livre para o 2º golo do Bordéus. Espero que este erro na se repita em jogos oficiais.

Maicon (3)– Grande autoridade e confiança a jogar. Não esteve tanto em foco sobretudo pelos lances terem passado pelo flanco de Sapunaru e Sereno. Ainda assim compensou o lado direito e o lado esquerdo, já com Rafa em campo. Na segunda parte, continuou sem comprometer, no lance do golo não teve qualquer culpa e ainda levou um amarelo por uma falta ao compensar o lado esquerdo que não estava lá Rafa. Substituido por Rolando.

Alvaro Pereira (3) – Muito menos activo do que ontem, mas ainda assim, mais seguro a defender e mais atacante que Sapunaru e Rafa. Transmite segurança ao sector, o que acaba por se destacar ainda mais pelo facto de ser o jogador com menos ritmo e menos férias. Foi substituído ao intervalo por Rafa.

Souza (2)– Parece perdido no terreno. Falta posicionamento em campo. Na primeira parte, os restantes médios estavam muito recuados, o que demonstra alguma falta de coordenação nesta zona. Conhecido por subir no terreno, nem isso conseguiu na primeira parte. No inicio da segunda parte, mostrou-se mais agressivo a defender. É isto que se pretende. No lance do golo, fez um corte para o centro da área que originou o golo. Melhorou um pouco mas ainda não justificou o forte investimento realizado.

Ruben Micael (2) – Substituido aos 15 minutos por Castro. Aparentemente por dificuldades físicas. Não teve muita bola nos pés. Viu-se muito recuado no terreno a apoiar o sector mais defensivo. É pena, pois as suas qualidades são mais atacantes.

Belluschi (3)– Muito recuado no terreno, mas ainda assim conseguiu pegar na bola e levá-la para a frente. Boas movimentações. Combinou bem com Varela que cruzou para o 1º golo do Porto. Na segunda parte desceu muito de nível, acabando por nem se notar a presença em campo.

Varela (3)– Bons pormenores técnicos. Já faz lembrar o Varela do ano passado. Assistiu Walter para o 1º golo do Porto. Trocou de flanco com Ukra a meio da primeira parte e pela falta de apoio de Sapunaru, deixou praticamente de estar no jogo. Na segunda parte não teve grandes oportunidades de mostrar serviço, sendo substituído por James.

Walter (3)– Grande oportunidade numa recarga à defesa do guarda redes do Bordeus, rematou forte mas à figura. Á segunda oportunidade e mais difícil de execução, marca o 1º golo. Deixou de aparecer em jogo apos o golo, fruto do abrandamento ofensivo do FC Porto. Cumpriu, sobretudo pelo golo marcado. É isto que lhe é exigido. Na segunda parte, não teve oportunidades de se mostrar derivado à má exibição de toda a equipa, sendo subsituido por Falcão.

Ukra (2) - Começou por mostrar alguma actividade ofensiva mas mais timido que Varela. Sem apoio de Sapunaru o flanco direito aos poucos deixou de funcionar. Mudou de flanco, mas não mostrou mais do que tinha mostrado. Não está a conseguir impor-se no plantel, pelo que fará todo o sentido ser emprestado. Na segunda parte, foi bem lançado por Souza, mas não conseguiu ganhar a vantagem que aparentemente tinha.

André Castro (3) – Entrou aos 15 minutos para o lugar de Ruben Micael. Muito lutador, corre muito, mas sem grande contributo para construir mais para pressionar e recuperar bolas…. Não fará sentido, jogar a 6? Tacticamente, mostra-se bem posicionado e sabe o que tem a fazer dentro do campo. Aparentemente, mostra dar mais garantias a alternativa a Fernando do que Souza. Muito mais activo no ataque na segunda parte.

Rafa (2) – Entrou na segunda parte para o lugar de Alvaro Pereira. Continua a não se ver a subir no terreno. Muito agarrado ao sector defensivo. No segundo golo do Bordeus permitiu ao adversário ganhar posição e marcar.

Falcão (2)– Entrou na segunda parte para o lugar de Walter. Uma oportunidade na sequencia de um canto, mas cabeçeou por cima. Neste jogo, ao ter entrado na pior fase do FC Porto, ainda se acentuou mais a falta de presença em campo.

James (2)– Entrou na segunda parte para o lugar de Varela. Bom toque de bola, e novamente a aparecer no meio… Uma boa oportunidade para rematar com perigo mas o compasse de espera foi exgerado. Não veio trazer velocidade nem criação de espaços no ataque. Este jogador não é extremo, pena não ter tido ainda oportunidade de jogar na posição que mais rende.

Rolando (2) – Entrou na segunda parte para o lugar de Maicon. Apesar da experiencia, não conseguiu evitar a fragilidade defensiva da equipa neste jogo. Deveria comandar a defesa na ausência de Bruno Alves. Senti algo apático, apesar de não ter comprometido tanto, como alguns colegas.

Fucile (2) - Entrou a 20 minutos do fim para o lugar de Sapunaru. Defensivamente deu tranquilidade ao lado direito e ainda subiu algumas vezes no terreno. Será que entrou em campo, porque Sapunaru não estava nada bem, ou será que o FC Porto conta com ele?

Reforço, que este esquema não se adapta aos actuais jogadores do FC Porto, e teria sido interessante, com os mesmos jogadores em campo, por exemplo, colocar Varela e Walter lado a lado e Falcão e James, na segunda parte, lado a lado, também. Mas não, Villas Boas, quer forçar este esquema, e ou muito me engano, ou só com resultados oficiais negativos dará o braço a torçer.

Uma nota para a situação das entradas e saídas no plantel. Villa Boas foi confrontado e bem pelo jornalista da Sporttv e na minha opinião falou demais. Será que foi um desabafo? O certo é que não é normal um treinador do FC Porto dizer na comunicação social, que não aparecem propostas pelos jogadores e que as que surgem são de valores baixos. Acho que o correcto seria remeter para a SAD.

Isto tudo era evitável, pois vai ser uma semana dos tubarões da comunicação social explorarem para destabilizar a equipa, se estes jogadores não tivessem sido convocados e assim preservar o grupo de trabalho.

Bruno Alves e Raul Meireles, estiveram no banco, aqueceram, mas depois não foram opções. Jorge Fucile, entrou alguns minutos e Tomás Costa, que na semana que antecedeu o torneio, foi dispensado, foi convocado e, juntamente com Bruno Alves e Raul Meireles não somaram qualquer minuto em campo.

Há que rever esta situação. Está a ser criado um mau ambiente, na minha opinião, e poderá ser muito bem esta a razão da regressão exibicional da equipa.

Relativamente ao torneio, concordo com Villas Boas, muito mau. Jogou-se a hora impróprias, dias consecutivos e más arbitragens com favorecimento para as equipas francesas. Enfim, um pouco à imagem do actual futebol francês.

Ricardo Jorge

9 comentários:

Dragus Invictus disse...

Olá bom dia,

Excelente análise Ricardo.

Ontem não vi o jogo.

Mas pelo que leio aqui e pelo que me contaram ... não perdi nada!!!

Temos uma semana para preparar o jogo da supertaça, e para defenitivamente cimentarmos as ideias de jogo.

Abraço e boa semana para todos

Jorge disse...

vi o jogo e admito que não gostei muito, mas como já disse repetidamente, é preciso ter paciência e não esperar demais antes de tempo.
quanto ao jogo do próximo sábado, vamos a ver. comparando a nível teórico e tendo em conta as últimas exibições e os diferentes níveis tácticos e físicos estamos abaixo do Benfica, isso é inegável.

agora a teórica no futebol muitas vezes é um mero tubérculo, como sabemos...por isso vamos em frente, o jogo é para ganhar!!!

um abraço,
Jorge
Porta19

Dragus Invictus disse...

Sim amigo Jorge, de facto é preciso ter paciência, e dar tempo a este treinador e jogadores novos.

A equipa ainda está a assimilar as ideias do treinador, e é normal ainda não estarmos bem.

Gosto sobretudo da forma como pressionamos mais, na busca da bola. Somos mais agressivos.

Penso que temos de definir rapidamente o futuro de Bruno Alves. Ele se não sair, está a fazer falta a esta equipa.

O Maicon e o Rolando são excelentes centrais mas com características muito similares. O Sereno, é bom técnicamente, rápido, bom pé esquerdo, mas necessita de tempo para a adaptação.

Abraço

Rui disse...

Saudações portistas,

É bom estar de volta com os meus amigos.

Vi os dois jogos e matéria-prima no meio-campo e ataque há. Mas a defesa está fraquinha e carece 1º de uma definição dos jogadores que ficam e 2º de muito trabalho sobretudo com o Sereno e o Ráfa.

O AVB ainda não teve tempo para formar uma táctica alternativa mas analisando o tipo de jogadores espero que não insista muito tempo no 4x3x3 que me parece não resultar.

Quando jogaram os supostos titulares foi interessante ver uma boa pressão, mais circulação de bola no meio-campo ofensivo e trabalho nas bolas paradas. Já é um princípio.

Abraço a todos.

Dragus Invictus disse...

Olá amigo Rui,

Bem vindo mais uma vez :)

De facto tens razão o meio campo melhorou muito. Não existe como na era Jesualdo um 6 imóvel que só se limite a defender. O Fernando aparece muito mais em jogo, e as nossas duas formiguinhas de trabalho Ruben e Moutinho quando tiverem afinadinhos, acho que vamos ter um excelente trio.

Nas bolas paradas ofensivas, também concordo ctg, melhoramos imenso.

No ataque falta o golo a Falcao, e um Varela ou Rodriguez em forma para disputar o lugar. Hulk continua igual a si mesmo, um desiquilibrador, que bate nas jabulanis como se não houvesse amanhã.

Na defesa temos de dar tempo às rotinas. Gostava mt de ver uma afirmação de Sapunaru. Gostava que Bruno ficasse, e caso não fique Maicon e Rolando com o tempo irão melhorar, embora, eu ache que necessitamos de um central de marcação.

Abraço e volta sempre.

dragao vila pouca disse...

Para mim há uma coisa que é muito clara e pode fazer toda a diferença entre uma época dentro oo abaixo das expectativas: como vamos resolver o problena na lateral -direita e no centro da defesa. Se na lateral, Fucile continuar e conseguir estar ao nível do mundial, problema resolvido. No centro, caso se confirme asaída do Bruno, ou acertamos no seu sbstituto, contratando um defesa de qualidade, experiente, líder, ou vamos ter alguns dissabores e corremos o risco, tal como aconteceu ontem, de perder jogos que podiamos ganhar.

Para o meio-campo e ataque, temos muitas soluções.

Um abraço

Ricardo Jorge disse...

Boas,

Todos nós gostamos do nosso Clube, e temos paciencia, prova disso, depois de 2 jogos fraquinhos na alemanha (só marcámos 2 golos), estiveram quase 80 mil pessoas no Dragão, com o Ajax (tive lá) e com a Sampdória.
Os jogos de ontem não é para andar a criticar durante uma semana, agora, existem questões que não é normal no Porto demorar tanto tempo a resolver.
Penso que a SAD deveria ter dado um prazo até 31/7/2010 para aceitar negociar o Bruno Alves e o Meireles (os que têm clausulas), depois disso, integravam os treinos e jogos e sobretudo eram definidos os capitães. A sairem até 31/8, só mesmo pela clausula de rescisão.
Mas não, andamos nisto há 1 mês, quando já se fala da saída deles antes da final da taça de portugal, onde já de dizia que era o ultimo jogo com a camisola do Porto.
Quanto á táctica, pelo que percebo do universo cibernautico, é quase unanime que todos preferem e acham o 4X4X2 o esquema ideal. Só Villas Boas é que nao.
Preocupa-me ideias fixas, e preocupa-me mais qd estamos perante uma série de resultados menos bons.

Vamos dar tranquilidade esta semana à equipa.

Abraço
Ricaro

Anónimo disse...

Meu deus nunca me lembro de uma dupla de centrais tão fraca como a deste ano.Quem vai ser os nossos centrais Rolando e Maicon?Rolando e Sereno?.Antes a equipa do FCPorto construia-se de tras para a frente infelizmente os tempos estão a mudar.Falcão a capitão?Como pôde o PCosta permitir que a mistica,a chama do dragão se desvaneça desta maneira.

Tanta indefenição no plantel do FCPorto e só de pensar que daqui a poucos dias vamos defrontar uma equipa a praticar excelente futebol e altamente motivada temos que a nosssa defesa não aguente com Saviola e Cardozo.Enfim mesmo assim vou lá estar presente no estádio para o que der e vier e apoiar o grande Futebol Clube do Porto

Rui disse...

Saudações portistas,

Meus caros, nada de antecipar problemas e intraquilidades antes do tempo.

O AVB ainda agora começou a trabalhar, tem uma tarefa difícil, um plantel em construcção e o peso de um clube ganhador ás costas.

Compreendo que olhámos para o Benfica e ficamos assustados.

Para mim a questão não está no timming das transferências (se o B.A. e o R.M. já tivessem substitutos pouco ou nada teria mudado). Está em construir uma equipa base sólida, algo que o Benfica já trás da época anterior.

O AVB ainda não fez a sua equipa. Anda a dar minutos a todos, a misturar antigos com novos, ainda agora recebeu um 2º ponta de lança, etc, etc.

É esperar para ver e ter confiança na SAD.

Abraço,