quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Aqui já fomos muito felizes

Há quase 8 anos atrás, é verdade parece que foi ontem, o FC Porto visitou Sevilha e voltou para a cidade do Porto com o primeiro troféu da Taça UEFA, agora denominada Liga Europa. Dessa comitiva, para além dos dirigentes apenas Pedro Emanuel se mantém junto ao terreno de jogo, agora como técnico-adjunto.

É caso para dizer: Aqui já fomos muito felizes.

Parece que este ano a Liga Europa reserva algumas recordações interessantes. Na fase de grupos o FC Porto teve a oportunidade de voltar a Viena, outro palco marcante da história do FC Porto e foi sem dúvida um dos jogos mais especiais desta fase, traduzido numa vitória difícil, com um tempo adverso, mas com muita justiça.

Ainda que na comitiva viaja este clima de boas memórias é importante que o FC Porto se apresente tal como se apresentou contra o Rapid Viena. Forte, Seguro, Confiante e com vontade de ganhar.

Com 8 jogos já disputamos nesta prova, o FC Porto conta com 7 vitórias e 1 empate, 21 golos marcados e apenas 5 sofridos. Registo muito bom do FC Porto, que a juntar a excelentes exibições que realizou, é neste momento uma das equipas mais respeitadas e reconhecida pelos adversários como candidata a conquistar o troféu.

Mas amanhã, o FC Porto terá pela frente um adversário de peso, o mais complicado até ao momento e quase que me atrevo a dizer, um dos mais complicados que poderá apanhar caso siga em frente, como todos nós esperamos.

Tendo ficado em 2º lugar na fase de grupos, depois de uma eliminação justa por parte do SC Braga, na qualificação para a Liga dos Campeões, o Sevilha era a equipa mais bem cotada do 2º pote do sorteio.

Mas não se pode dizer que o Sevilha tem tido azar este ano. A eliminação frente ao SC Braga foi justa, tal como foi o 2º lugar no grupo, atrás do PSG. Na Liga Espanhola, encontra-se num modesto 9º lugar a 6 pontos de um lugar na Liga Europa e a 14 de um lugar para acesso à Liga dos Campeões. Ainda assim conta com jogadores conhecidos em todo o mundo, tais como Luís Fabiano, Kanouté, Navas, Negredo, Cáceres e mais recentemente Rakitic que se juntou ao plantel em Janeiro.

É sobretudo no ataque que esta equipa tem os pontos mais fortes. Não existe um goleador nato, mas Luís Fabiano, Kanouté e Negredo dividem a maior parte dos golos da equipa, esta época. O ponto mais fraco é sem dúvida o sector defensivo tal como demonstra o saldo negativo de golos marcados e sofridos na Liga Espanhola.

Independentemente do ambiente que se vive no estádio do Sevilha, a maior dificuldade vai ser sem dúvida a equipa do Sevilha, que irá apresentar-se motivada por defrontar o FC Porto e por ter nesta prova a salvação de um investimento forte nesta época.

Mas se o Sevilha irá estar motivado, o FC Porto também irá apresentar-se como tal. É o regresso de uma competição que o FC Porto ambiciona ganhar e é uma competição que apesar das receitas ridículas comparativamente com a Liga dos Campeões é uma montra do futebol, com grandes equipas, habituadas a estar na Liga dos Campeões.

O FC Porto tem tudo para realizar um jogo de grande nível e conseguir já em Sevilha uma vitória e um passo de gigante rumo aos oitavos de final. Forte e equilibrado em todos os sectores, esta é sem dúvida a vantagem que o FC Porto tem frente a este Sevilha, que vive sobretudo da criatividade e inspiração do sector atacante.

Acresce a estes factores os regressos de Álvaro Pereira e Falcão aos convocados. Finalmente o FC Porto vai começar a ter mais duas opções indiscutíveis o que irá tornar o FC Porto mais forte daqui para a frente.

Villas Boas chamou igualmente Cristian Rodriguez numa lista de 20 jogadores, onde relativamente ao último jogo apenas Mariano e Maicon ficaram de fora, o primeiro por não estar inscrito e Maicon por impedimento físico.

Lista de convocados: Helton, Alvaro, Guarín, Belluschi, João Moutinho, Falcao, Cristian Rodríguez, Hulk, Fucile, Rolando, Sereno, Varela, Walter, James, Sapunaru, Souza, Beto, Fernando, Rúben Micael e Otamendi.

Não é previsível que Alvaro Pereira e mesmo Falcão possam ser opções para o onze inicial. Não possuem ritmo de jogo e face ao provável esquema 4X4X2 que Villas Boas irá apresentar, no ataque estarão Hulk e Varela, jogadores mais rápidos e com maior capacidade de penetração.

Este esquema poderá permitir igualmente a entrada de Guarin na equipa e um reforço do meio campo em força e poder de remate, procurando assim surpreender o Sevilla. Outro dado que aponta para este esquema é o facto de no último jogo em Braga, Villas Boas não ter optado durante o jogo por este esquema, facto que pode estar associado a tentar esconder a táctica aos observadores do Sevilha que estiveram em Braga.

Importante é sem dúvida o FC Porto entrar confiante e dominador, não dar o jogo ao adversário para que o mesmo possa ganhar confiança durante o jogo. Para isso é necessário que o meio campo funcione muito bem, quer nas recuperações, quer na mestria em levar o jogo para a frente. A utilização de Guarin poderá ser determinante.

Equipa provável: Helton, Sapunaru, Fucile, Rolando e Otamendi, Fernando, Guarin, Moutinho e Belluschi, Varela e Hulk.

Antevisão de Villas-Boas e Belluschi:




São esperados muitos portistas em Sevilha e à semelhança das últimas deslocações a Espanha, serão certamente determinantes para apoiar o FC Porto.

O jogo está marcado para as 20:05, hora portuguesa e terá transmissão na SIC.

Força Porto. Vamos todos reviver amanhã mais uma grande noite europeia.

4 comentários:

dragao vila pouca disse...

No regresso a uma cidade de tão grandes e tão gratas recordações, onde foi feliz no Verão de 1992, ganhando o Torneio Internacional de Sevilha e proporcionou uma explosão de felicidade aos seus adeptos, em Maio de 2003, depois de um jogo memorável em que venceu o Celtic por 3-2 e conquistou a Taça UEFA, o F.C.Porto regressa à capital da Andaluzia para defrontar o Sevilha F.C. Agora e ao contrário da histórica final, cujas recordações ainda nos fazem ficar com pele de galinha, não no inesquecível Estádio Olímpico de Cartuja, mas no estádio Rámon Sánchez Pizjuan, propriedade do clube sevilhano.

Não encontrará o Dragão o calor infernal de uma temperatura superior a 30º, como aconteceu em 1992 e 2003, mas encontrará um público apaixonado, vibrante, que condiciona e uma equipa do Sevilha recheada de grandes jogadores, Kanouté, J.Navas, Luís Fabiano, etc., que tudo fará, para na Liga Europa, limpar a face de um campeonato espanhol que não lhe está a correr bem. Será, que ninguém tenha dúvidas, um adversário forte, duro, em ritmo elevado e a pressionar alto, aquele que espera o conjunto azul e branco. É, portanto, um jogo para homens de barba rija, a 100%, disponíveis para dar tudo, para, se necessário, deixar a pele em campo. Um jogo que não se compadece com jogadores a meio gás, com medo de meter o pé, sem andamento para um jogo desta importância - é preferível alguém com menos qualidade, mas a 100%, que um melhor a 50%.
Se em Sevilha estiver um Porto com a alma, a crença e o forte espírito do Dragão, podemos voltar a ser felizes na capital andaluza. Eu acredito e como tal, já comprei o bilhete para o jogo da 2ª mão.

Um abraço

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Hoje vamos voltar a um estádio onde iniciamos uma época d’ouro no século XXI, e onde podemos começar uma caminhada, rumo à conquista deste desejado título internacional uma vez mais.
Vai ser um jogo complicado, pois o Sevilha apesar da má prestação no campeonato, e ter sido afastado pelo Braga da Liga dos Campeões, tem excelentes jogadores que podem desequilibrar.
Temos assim de jogar concentrados, e com o nosso meio campo bem pressionante e controlador de posse de bola. Se nós controlarmos a posse de bola, isso intranquilizara os adeptos do Sevilha e jogadores, pois estes encaram a Liga Europa como salvação de uma época.
Somos favoritos, mas temos de confirmar o favoritismo destro das 4 linhas, jogando ao nosso melhor nível.
É importante marcar fora, empatar ou perder pela margem mínima na pior das hipóteses, para na segunda mão encararmos o jogo com mais tranquilidade.

Abraço e boa semana

Paulo

Armando Pinto disse...

O importante, hoje, é ganhar, ou pelo menos fazer um bom resultado, que também será ganhar.
Estou com uma grande fézada!

http://longara.blogspot.com/

P. Ungaro disse...

Boas,

Com a entrada de Falcão voltamos a primeira forma. Penso que temos equipa e ambição para levar de vencida esta equipa espanhola ... num estadio que nos deu monumentais alegrias.

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com/