sábado, 5 de fevereiro de 2011

Como vencer e marcar golos sem avançados?

Eis uma questão para observar amanhã!

O FC Porto regressa à competição da Liga, depois de pela primeira vez esta época, vir de 2 resultados negativos, empate em Barcelos e derrota no Dragão para a Taça de Portugal.

E perante as lacunas evidenciadas no sector atacante no últimos jogos, e já com Falcão operacional, Villas Boas optou por não arriscar Falcão protegendo-o para o próximo jogo em Braga e nos embates com o Sevilha e optou igualmente por deixar de fora, mais uma vez, Walter, que pelos vistos é uma carta fora do baralho, pois nem mesmo sem Falcão tem um lugar nos convocados.

É caso para reflectir, pois, para um jogador que o FC Porto investiu 1 mês de negociações, provavelmente o jogador que gerou mais impasse dos últimos tempos, não se compreende. Se é mesmo por motivos disciplinares então também não é desculpa pois, era conhecido o temperamento e comportamento do jogador no Brasil.

Mas ainda mais estranho é o facto de ter passado a janela de transferências e nem defesa esquerdo nem avançado o FC Porto decidiu investir.

Será assim sem avançados centro que o FC Porto irá procurar vencer o jogo de amanhã e assim chegar às 8 vitórias consecutivas para a Liga. Jogo importante face aos últimos resultados da equipa e sobretudo às ultimas exibições, pautadas por 4 erros infantis que resultaram em 4 golos, dois em Barcelos e dois no Dragão.

Lista de convocados: Helton, Maicon, Guarín, João Moutinho, Cristian Rodríguez, Mariano, Hulk, Fucile, Rolando, Sereno, Varela, James, Sapunaru, Souza, Beto, Fernando, Rúben Micael e Otamendi.

E será neste sector que deverá existir alterações significativas. É esperado que Fucile e Otamendi regressam ao quarteto defensivo. O primeiro depois de não ter sido opção técnica no último jogo e o segundo por estar a 100% e também face ao desastre defensivo que teve como protagonista Maicon.

Mas Villas Boas, se mantiver alguma coerência, deverá igualmente mexer no meio campo. Sem Belluschi a cumprir o 5º amarelo, por opção, e depois da exibição medíocre de Fernando, ainda assim, um dos menos maus do meio campo no último jogo, seria interessante ver novamente Guarin a titular e mais recuado e dar uma oportunidade a Ruben Micael, por forma a conseguir motivá-lo para este final de época, jogador que juntamente com Cristian Rodriguez têm valor, porque já o demonstraram, mas passam por uma crise exibicional com contornos já motivacionais.

No ataque e pela mesma lógica, seria interessante em apostar de inicio em Cristian Rodriguez, para o motivar e também porque James Rodriguez não esteve nada bem no último jogo e por questões de justiça há que mudar.

Equipa provável: Helton, Sapunaru, Fucile, Otamendi e Rolando, Guarin, Moutinho e Ruben Micael, Cristian Rodriguez, Varela e Hulk.

O Rio Ave chega ao Dragão ainda numa posição delicada. É o primeiro acima da linha de descida e a escassos 4 pontos. Com um saldo negativo de golos, ou seja, sofre mais do que marca, e curiosamente tem o segundo melhor marcador da Liga, João Tomás, o Rio Ave é uma equipa perfeitamente acessível, não obstante ter alguns bons jogadores e um treinador que conhece muito bem o clube.

Antevisão de Villas-Boas:



A apresentar-se como se apresentou frente ao Benfica, o Rio Ave não deverá remeter-se à sua defesa o que até poderá ser uma vantagem para o FC Porto.

Alguma expectativa para ver a reacção do FC Porto ao último resultado negativo, pela exibição, pelos erros e sobretudo por ter hipotecado as hipóteses de chegar à final da Taça de Portugal.

São competições diferentes é um facto, mas o FC Porto vai entrar numa fase crucial da época, num mês em que realizará mais 3 jogos para a Liga, incluindo a visita a Braga, e a eliminatória com o Sevilha, nada mais, nada menos, do que uma das equipas mais fortes em prova.

O jogo está marcado para as 18:15 e terá transmissão na TVI.

É neste momento que a equipa tem de materializar o potencial demonstrado durante esta época.

Este é o vosso desafio.

Força Porto.

Ricardo Jorge

3 comentários:

Dragus Invictus disse...

Boa noite,

Amanhã vamos ter um duro teste diante do Rio Ave.

Depois da derrota diante do Benfica, defrontamos uma das mais bem organizadas e experientes equipas da primeira liga, que pratica um futebol positivo, tem um excelente bloco defensivo, um meio campo com jogadores de qualidade e experientes, e um ponta de lança de grande qualidade - João Tomás.

Não se compreende a não convocação de Walter...
Acho que devíamos colocar Otamendi no lugar de Maicon, e substituir Fernando por Guarin.

Vai ser portanto um jogo difícil, de paciência, e que os adeptos acorram ao Dragão para apoiar a equipa no caminho pela conquista do título.


Abraço e bom fim de semana.

Paulo

dragao vila pouca disse...

As grandes equipas e nós somos uma grande equipa, não se deixam abater, não ficam a chorar sobre o leite derramado, vão à luta, dão a volta por cima e ganham.
Não espero mais do que isso, frente ao Rio Ave, no Dragão.
Se de facto os portistas estão com a equipa e os bons portistas vêem-se nos momentos difíceis, amanhã têm uma boa oportunidade para o demonstrarem e encher o estádio. A hora é aceitável, 18:15 e o tempo está primaveril - apenas um bocadinho de frio -, portanto, não há razões para ficarmos em casa...

Um abraço

AZUL DRAGÃO disse...

Meu caro


..."e sobretudo por ter hipotecado as hipóteses de chegar à final da Taça de Portugal"...


Terá ?
Vamos aguardar !

Abraço