quinta-feira, 25 de agosto de 2011

FC Porto no grupo G com Shakhtar, Zenit e APOEL

Publicado em maisfutebol.iol.pt

FC Porto tem bons antecedentes com rivais do grupo G. Nunca perdeu com cipriotas e russos, e já eliminou o Shakhtar.

Só por uma vez o F.C. Porto se cruzou com o Shakhtar Donetsk nas competições europeias. Foi na Taça das Taças de 1983/84, e o saldo foi favorável aos dragões, que seguiram para as meias-finais da prova. Na primeira mão, nas Antas, o Shakhtar esteve a ganhar por 2-0, mas os portistas deram a volta ao marcador, vencendo pela margem mínima (3-2). Na segunda mão, na Ucrânia, um golo de Walsh valeu o empate (1-1) e a passagem para as meias-finais.

Confrontos do FC Porto com o Shakhtar Donetsk:
1 vitória e 1 empate
1983/84 (TVT): 3-2 e 1-1

O Shakhtar tem sido, nos últimos anos, um cliente habitual do futebol português. O confronto mais recente foi na época passada, com o Sp. Braga, com dupla vitória ucraniana. Mas Benfica e Sporting também jogaram com a equipa de Mircea Lucescu nas últimas temporadas. Ao todo, há quatro vitórias lusas, quatro do Shakhtar e dois empates. Veja os dez confrontos do Shakhtar com portugueses:

2010/11 (LC): Sp. Braga (0-2 e 0-3)
2008/09 (LC): Sporting (1-0 e 1-0)
2007/08 (LC): Benfica (0-1 e 2-1)
1997/98 (TVT): Boavista (2-3 e 1-1)
1983/84 (TVT): F.C. Porto (3-2 e 1-1)

O Zenit S. Petersburgo nunca defrontou o F.C. Porto em jogos oficiais. Mas já foi afastado por uma equipa portuguesa: o Nacional da Madeira, que em 2009/10 garantiu o acesso à fase de grupos da Liga Europa, com um empate (1-1) e uma vitória (4-3), após prolongamento. Antes, os russos já tinham batido o V. Guimarães, na fase de grupos da UEFA (2005/06), por 2-1.

Por outro lado, é bem positivo saldo de jogos do F.C. Porto com equipas russas em provas da UEFA: na época passada registaram-se quatro vitória na Liga Europa, diante de CSKA e Spartak, e em 2004/05 e 2006/07, na Liga dos Campeões, os portistas impuseram-se por duas vezes ao CSKA, com empates sem golos em casa e vitórias em Moscovo. Ao todo, o F.C. Porto jogou oito vezes com equipas da Rússia, vencendo seis e empatando duas.

Por fim, os dois embates do F.C. Porto com o APOEL Nicósia são bem recentes: datam da edição 2009/10 da Liga dos Campeões. Na fase de grupos, os dragões somaram duas vitórias tangenciais: Falcao marcou em Chipre, e Hulk bisou no Dragão, anulando os efeitos de um autogolo de Alvaro Pereira. A equipa cipriota está na história do futebol português por ter defrontado o Sporting em 1963/64, sofrendo duas derrotas e, em Alvalade, uma derrota que ainda hoje é recorde nas provas da UEFA.

Confrontos do APOEL Nicósia com portugueses:
4 derrotas

Sporting
1963/64 (TVT): 16-1 e 2-0

F.C. Porto
2009/10 (LC- fase de grupos): 2-1 e 1-0

Adversários do FC Porto:

SHAKHTAR DONETSK (UCR):
Fundação: 1936
Estádio: Donbass Arena
Ranking da UEFA: 11º
Treinador: Mircea Lucescu
Principais figuras: Srna, Alex Teixeira, Fernandinho, Willian, Jadson e Luiz Adriano
Apresentação: Uma potência do novo século, que combina o rigor ucraniano (com toque romeno do treinador) e a irreverência brasileira (oito elementos dessa nacionalidade no plantel). Venceu a Taça UEFA em 2009 e agora procura afirmar-se na Liga dos Campeões. Na época passada foi afastado pelo Barcelona nos quartos-de-final.


ZENIT (RUS):
Fundação: 1925
Estádio: Petrovski
Ranking da UEFA: 23º
Treinador: Luciano Spalletti
Principais figuras: Danny, Bruno Alves, Lazovic e Kerzhakov.
Apresentação: Se o Shakhtar foi o último vencedor da Taça UEFA, o Zenit foi o penúltimo. Fernando Meira saiu para Saragoça, mas Bruno Alves e Danny ficaram como representantes portugueses no plantel. O holandês Dick Advocaat elevou o clube a um patamar elevado, e o italiano Luciano Spalletti tem credenciais para dar continuidade a esse bom trabalho.


APOEL (CHI):
Fundação: 1926
Estádio: GSP
Ranking da UEFA: 91º
Treinador: Ivan Jovanovic
Principais figuras: Nuno Morais, Hélio Pinto, Paulo Jorge, Ailton e Manduca
Apresentação: O campeão cipriota conta com três portugueses no plantel, para além de alguns brasileiros que passaram pelo futebol luso (Manduca, Marcinho e William Boaventura). Só esteve uma vez na fase de grupos na Liga dos Campeões (2009/10), e também se cruzou com o F.C. Porto (perderam os dois jogos).


Fernando Gomes, director para as relações externas dos Dragões, afirmou que este Grupo G é «um dos mais difíceis» desta fase.

«Devido à dificuldade grande das equipas e também pelas viagens muito longas. O Shakhtar e o Zenit são dos clubes que mais têm investido na Europa, têm vários internacionais e são orientados por treinadores de prestígio e valor», disse esta quinta-feira, à saída do sorteio da Champions que se realizou no Fórum Grimaldi.

No entanto, o ex-jogador do FC Porto realçou: «O FC Porto faz das dificuldades uma das suas forças. Não posso negar que o FC Porto é o clube de maior prestígio e palmarés, mas o que nos vai fazer apurar ou não é a competência, a vontade de vencer e também uma pontinha de sorte».

Fernando Gomes lembrou que os azuis e brancos têm-se dado bem com as equipas soviéticas mas o grande problema são «as longas viagens».

1ª jornada, 13 Setembro
F.C. Porto-Shakhtar
APOEL-Zenit
2ª jornada, 28 Setembro
Zenit-F.C. Porto
Shakhtar-APOEL
3ª jornada, 19 Outubro
FC Porto-APOEL
Shakhtar-Zenit
4ª jornada, 1 Novembro
APOEL-F.C. Porto
Zenit-Shakhtar
5ª jornada, 23 Novembro
Shakhtar-F.C. Porto
Zenit-APOEL
6ª jornada, 6 Dezembro
F.C. Porto-Zenit
APOEL-Shakhtar

Caímos num grupo de campeões. Campeão Cipriota, Campeão Russo, Campeão Ucraniano e nós Campeões de Portugal.

Vai ser um apuramento duro. 
Apesar de estarmos no pote 1, ou seja, o pote das melhores equipas europeias, não conseguimos evitar, o Zenit vencedor da Taça Uefa e Supertaça Europeia em 2009, e o Shahktar vencedor da Taça Uefa em 2010, e só afastado pelo actual campeão europeu, Barcelona, nos quartos final na época transacta.

Somos favoritos, mas temos de ser competentes, e avizinham-se deslocações difíceis à Rússia e Ucrânia. 
A passagem passará por vencer os 3 jogos em casa, e vencer fora o Apoel. Penso que com 12 pontos nos classificaremos tranquilamente, isto jogando pelo seguro, pois temos valor para vencer quer na Rússia quer na Ucrânia, e fazer mais que os 12 pontos.

A passagem aos oitavos de final está ao nosso alcance.

3 comentários:

David J. Pereira disse...

Boas!

Devo dizer que gosto imenso deste blogue!

Podem adicionar os meus aos vossos links? Eu prometo que retribuo :p

http://davidjosepereira.blogspot.com/

Saudosos cumprimentos!

Dragus Invictus disse...

Olá bom dia David,

Antes demais obrigado pela visita e elogio. Concerteza adiciona-mos.

Abraço

Paulo

Artigosonline/ana disse...

Boas,
Quanto ao sorteio da Liga dos Campeões, creio que o FC Porto tem todas as possibilidades de estar na próxima fase, claro que as deslocações ao leste são sempre complicadas, mas julgo que não serão demasiado problemáticas.
Quanto ao super jogo de hoje: nenhum de nós sabe o que vai acontecer no jogo desta noite, mas uma coisa todos sabemos, as finais não foram feitas para se jogar, foram feitas para se ganhar, e depois à que arriscar, porque quem não arrisca não petisca, porque não há equipas invencíveis. Eu sei que tudo isto são clichés, mas usá-los fica sempre bem, porque são verdades. O FC Porto não tem de jogar pressionado, porque não tem nada a perder, aliais, se perder não é nenhum drama nem nenhuma vergonha, porque do outro lado está a melhor equipa do mundo, mas se ganhar, tocará o céu e será reconhecido como uma das equipas que parou o super Barça.

Por isso … Força FC Porto!

Cumprimentos

Ana Andrade

www.portistaacemporcento.blogspot.com
www.artigosonlineanaandrade.blogspot.com