domingo, 25 de setembro de 2011

Andebol * Belenenses 27 - FC Porto 33

5ª. Jornada * Campeonato Nacional

Pavilhão Acácio Barbosa

Árbitros: António Trinca e Tiago Monteiro

Belenenses: António Ribeiro (G.R), Bruno Sobreira (1), Tiago Miranda (1), Filipe Pinho, Belone (2), André Vilhena (G.R), Pedro Matias, Davide (3), Edgar, Rúben Pacheco (7), Diogo, Tiago Fonseca (5), Domingos (2) e Elledy Semedo (6).
Treinador: João Florêncio Jr.

FC Porto: Hugo Laurentino (G.R), Pesqueira, João Ramos, Gilberto (6), Eduardo, Ricardo Costa (1), Filipe Mota, Pedro Spinola (6), Tiago Rocha (10), Dario (1), Ricardo Moreira (9), Tiago Silva, Alfredo Quintana (G.R) e Nenad.
Treinador: Obradovic

Ao intervalo: 13-14

Publicado em modalidades.com.pt

O FC Porto venceu esta tarde o Belenenses no Pavilhão Acácio Rosa por 27-33 na 5ª jornada do campeonato nacional, numa partida muito disputada, entre duas equipas com espírito de luta e em que fica marcada pela maior experiência dos jogadores do actual campeão nacional, que em muito contou para a conquista dos três pontos.

O resultado ao intervalo de 13-14 pode explicar a anterior frase, com o placard a apresentar um número equilibrado. Com pouco público nas bancadas mas muito fervorosos a apoiar o Belenenses, seria no entanto os pupilos de Obradovic a começarem melhor o jogo e a chegarem rapidamente a um score de 1-4. Ambos os sistemas defensivos de Belenenses e FC Porto eram em 5x1, mas o dos visitantes muito mais sólido e compacto, obrigando a ofensiva da casa a cometer erros. O Belenenses estava sem ideias no ataque até ao momento em que Pedro Spínola (excelente exibição) foi excluído por 2'. A turma de João Florêncio Jr. soube aproveitar a vantagem de mais um jogador e depressa empatou a partida a quatro golos.

O jogo estava vivo e bem disputado e já depois de o FC Porto fazer o 6-8, seria de novo o Belenenses a aproveitar nova exclusão, agora de Filipe Mota, para fazer o 8-8. A equipa da casa estava a dar uma excelente réplica aos campeões nacionais. As equipas entraram então numa fase de dificuldades na arte de finalizar e beneficiaria a turma de Belém com este aspecto que conseguiu, ainda assim, mais eficácia para passar para a frente do marcador pela primeira vez (10-9). Na baliza os guarda-redes António Ribeiro e Hugo Laurentino dificultavam a vida aos atiradores, sendo que na altura em que o FC Porto sentia dificuldades atacantes, aparecia o pivô Tiago Rocha (10 golos) para resolver. O intervalo chegou com o 13-14 no marcador, de forma justa.

Um mau arranque na segunda parte do conjunto de João Florêncio permitiu depois à equipa visitante aumentar a vantagem para 14-20 e este seria sem dúvida o pior momento do Belenenses no jogo. A ansiedade começava a apoderar-se de alguns jogadores do Belenenses, mais inexperientes, e isso saíu muito caro à turma de Cruz de Cristo.

O FC Porto começou então a controlar a partida, fruto da vantagem alcançada, mas o que é certo é que mesmo com pouco tempo o Belenenses nunca deu o jogo como perdido e chegaria mesmo aos 3 golos de diferença (25-28). Contudo, a equipa da casa viria a falhar em alguns momentos cruciais da partida e aí quem aproveitou de forma eficaz foi o FC Porto que "matou" o jogo, aproveitando para alargar a vantagem.

Em suma, a vitória do conjunto portista acaba por ser justa, pois foi a equipa mais esclarecida na segunda parte e soube gerir o jogo num momento de alguma desorientação do Belenenses. Nota positiva também para a equipa ao comando de João Florêncio Jr. sempre com um enorme espírito de luta e sacríficio, a lutar pela vitória até final. É de realçar também que ambas as equipas utilizaram na sua maioria atletas portugueses, sendo a excepção Alfredo Quintana, que jogou escassos segundos na baliza do FC Porto.

Tiago Rocha, com dez golos, e Ricardo Moreira, com nove, estiveram em evidência neste encontro.




















No dia 1 de Outubro, pelas 17h00, o FC Porto recebe o Xico Andebol, em jogo da 6ª. jornada do campeonato nacional.

1 comentário:

Armando Pinto disse...

Uma boa prestação, dando continuidade à época que a equipa do F. C. Porto está a fazer, assumindo o comando, após recuperação depois do primeiro desaire, como se sabe. Agora parece que tudo está nos trilhos.
Desta vez deu gosto ver na tv...!