sábado, 3 de setembro de 2011

A uma vitória da EHF Champions League

 Presov 28 - FC Porto 29

O FC Porto Vitalis, comandado por Ljubomir Obradovic, alinhou e marcou da seguinte forma:
Hugo Laurentino (g.r.), Wilson Davyes (4), Filipe Mota (6), Tiago Rocha (2), Dario Andrade (6), Ricardo Moreira (3) e Pedro Spínola (8). 
Jogaram ainda: Alfredo Quintana (gr), Gilberto Duarte e Ricardo Costa. 
Ao intervalo: 16-15.

O FC Porto venceu a formação eslovaca do Tatran Presov, por 29-28, e vai disputar com os sérvios do Partizan Belgrado, no domingo, o acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões. 

A vantagem do FC Porto foi assegurada por Hugo Laurentino, com uma defesa nos derradeiros segundos, que evitou o prolongamento e garantiu a presença na final com o Partizan, que venceu o AEK de Atenas, da Grécia, por 26-25. 

A partida foi marcada pelo equilíbrio e domínio repartido entre ambas as equipas, tendo começado melhor o campeão português, superior na finalização do que na defesa, em vantagem nos minutos iniciais. 

O Presov, equipa anfitriã da fase de qualificação, foi aos poucos contrariando a boa entrada em jogo do FC Porto e com um parcial de seis golos contra um passou para a liderança por quatro (12-8). 

No final da primeira parte assistiu-se a uma reação portista que diluiu a diferença para apenas um golo ao intervalo (16-15), com acções decisivas de Pedro Spínola, Ricardo Moreira, Tiago Rocha, Wilson Davyes e Filipe Mota. 

O FC Porto teve um início de segunda parte avassalador, bem defensivamente e ofensivamente, concretizando um parcial de sete golos marcados contra apenas dois sofridos em pouco mais de 12 minutos.
O campeão nacional voltou assim à liderança do marcador com uma vantagem que chegou aos cinco golos, aos 23-18 e aos 24-19, com cerca de 15 minutos para jogar, com golos de Filipe Mota, Dario Andrade e Ricardo Moreira. 

O Presov mexeu nas suas peças, procurou contrariar o ascendente dos dragões, passando a atuar com uma defesa em linha mais agressiva, e aos poucos foi equilibrando a partida e o marcador.
A formação eslovaca reduziu de uma diferença de cinco golos, aos 24-19, para apenas dois aos 24-22, ao que o FC Porto respondeu com nova vantagem de três com uma recarga acrobática de Dario Andrade a um livre de sete metros. 

O FC Porto permitiu ao Presov reduzir para a diferença mínima (26-25), relançando o jogo e a passagem à final, mas Ricardo Moreira e Filipe Mota voltaram a cimentar a vantagem em três (28-25).
Nos derradeiros quatro minutos do encontro, marcados por algumas exclusões e decisões estranhas da equipa de arbitragem, o Presov voltou a reduzir para a diferença mínima (29-28), para delírio do público presente. 

O treinador dos dragões, Ljubomir Obradovic, usou o tempo técnico para "parar" o jogo a cerca de 30 segundos do fim, para serenar os seus jogadores, e foi ainda Hugo Laurentino que esteve em evidência ao defender um remate nos derradeiros segundos. 

Destaques para as exibições de Pedro Spínola que apontou 8 golos e para a excelente exibição na segunda parte de Hugo Laurentino,  que impediu mesmo o prolongamento nos derradeiros segundos com uma brilhante defesa.

Obradoviv "Vamos ter de ganhar ao Partizan"
O treinador portista, Ljudomir Obradovic, mostrou-se feliz após o triunfo frente ao Presov e não deixou de dar uma palavra de apreço aos seus atletas: "Estou muito satisfeito. Parabéns aos meus jogadores, que lutaram sempre até ao fim e mostraram muita entrega."
Segundo o técnico portista, "o Partizan é uma equipa muito experiente e que joga a um nível mais lento". Contudo, Ljudomir Obradovic mostrou acreditar na vitória de hoje: "Temos de melhorar algumas coisas, sobretudo ao nível defensivo. Mas vamos ter de ganhar ao Partizan, porque só assim iremos conseguir o tão desejado apuramento para a fase de grupos da Liga dos Campeões."

Ricardo Moreira "Estamos mais perto..."
"A vitória frente ao Tatran Presov era um passo muito importante. Com ela, agora estamos mais perto de conseguir o apuramento para a fase de grupos da Liga dos Campeões que tanto desejamos", afirmou Ricardo Moreira, mostrando-se agradado com a presença na final. Para o capitão portista, "foi um jogo difícil e tal como era previsto foi disputado até ao último minuto".
Já a pensar na partida decisiva para o FC Porto, Ricardo Moreira afirmou: "O Partizan é uma equipa muito possante. Joga um andebol mais duro e mais lento, que aposta tudo na defesa, graças a atletas com grande altura."

Clica para veres o jogo de ontem diante do Tatran Presov.

O FC Porto disputa amanhã pelas 17 horas com os sérvios do Partizan Belgrado, que no outro jogo do grupo venceu o AEK Atenas  por 26-25, o acesso ao Grupo D da Liga dos Campeões, onde já "moram" o Kiel (Alemanha), Ademar Leon (Espanha), Copenhaga (Dinamarca), Pick Szeged (Hungria) e Montpellier (França).

3 comentários:

Armando Pinto disse...

Grande vitória, num momento que poderá ser histórico, como desejamos.
Pelo emblema do adversário, até parece que derrotamos mais uma vez os lagartos de Lisboa... E por aquele desenho do distintivo, fica a parecer que os mouros verdes copiaram a sua versão, depois de há anos terem deixado de usar o original.
Mas isto é um à parte, porque o que importa é que amanhã consigamos atingir os objectivos nesta prova europeia de andebol.

P. Ungaro disse...

Boas,

Foi um belo jogo de andebol, e uma grande vitoria, estivemos muito bem no ataque mas a defesa, fundamentalmente na primeira parte, não esteve como de costume, na 2ª parte que com a alteração táctica em termos defensivos melhoramos e muito ... o final poderia ter sido menos penosos não fossem as falhas ofencivas, mas o que importa é que estamos na final ... e para ganhar.

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com/

Dragus Invictus disse...

Boa tarde,

Não pude ver o jogo, mas soube pelo comentário do amigo austria 87, que somos mais uma vez prejudicados por uma dupla de árbitros nórdicos (suecos).

Na época transacta estive no jogo que falhamos o apuramento por milésimos de segundo. Fomos em ambas as partidas, mesmo jogando na nossa casa, altamente prejudicados também por árbitros nórdicos.

Amanhã teremos de ter força e contra tudo e todos assegurar presença na fase de grupos.
É muito importante para nós FC Porto, para o crescimento competitivo dos atletas e para o andebol português.

Podemos fazer história.

Abraço e bom fim de semana

Paulo