terça-feira, 1 de novembro de 2011

A três pontos da tranquilidade

Quando o sorteio da Champions ditou como adversários o Shakhtar, o Zenit e o APOEL, ditou que seria um grupo complicado mas acessível, no mínimo, para o apuramento para os oitavos de final.

Ora o cenário à data não mudou, fruto dos resultados dos outros jogos do grupo do que propriamente pela caminhada que a equipa do FC Porto está a fazer. Tem sido uma caminhada com dois verdadeiros espinhos. A derrota em Zenit foi mais penalizadora sobretudo pelos inúmeros erros da equipa e treinador. O empate com o APOEL foi sem dúvida o mais penalizador dos espinhos, primeiro porque foi no Dragão, segundo porque foi perante um adversário claramente inferior e terceiro pela pior exibição do FC Porto nos últimos anos.

Ainda assim, o FC Porto está a apenas 1 ponto do primeiro lugar e com os mesmos pontos do segundo classificado. A vitória hoje com o APOEL significa desde logo o posicionamento para o apuramento e, caso o Zenit não vença, o primeiro lugar no grupo.

Mas ainda mais importante do que assegurar já um posicionamento de apuramento, o FC Porto tem mesmo de vencer para que nos últimos dois jogos, em Donetsk e no ultimo jogo no Dragão com o Zenit, garantir o primeiro lugar, tarefa que não se avizinha desde já fácil, pelo equilíbrio que existe no grupo, já para não falar, pelo valor individual e colectivo das equipas.

Aparentemente o FC Porto está a encontrar-se novamente como equipa que já demonstrou no inicio da época até ao jogo com o Feirense. Depois de duas vitórias consecutivas para a Liga, onde marcou 8 golos e não sofreu nenhum, o FC Porto conseguiu ultrapassar as dificuldades em marcar golos e em não sofrer.

Mas este jogo com o APOEL vai ser diferente o que até poderá beneficiar o FC Porto, pois não será um APOEL tão defensivo aquele que se irá apresentar. O APOEL joga igualmente a possibilidade de manter o primeiro lugar caso consiga vencer o FC Porto.

Vítor Pereira já conhece, pelas piores razões, este adversário e como tal, é mais um dado a ter em conta e esperar que o FC Porto se apresente com uma atitude e sobretudo uma estratégia eficaz.

Poucas alterações na convocatória. Walter saiu por não estar inscrito e Maicon cedeu o seu lugar a Otamendi.

Lista de convocados: Helton, Alvaro Pereira, Guarín, Belluschi, João Moutinho, Kléber, Hulk, Fucile, Rolando, Varela, James, Djalma, Sapunaru, Mangala, Fernando, Otamendi, Bracali e Defour.

Voltando à estratégia e face ao momento dos jogadores é de esperar que o FC Porto apresente uma dinâmica ofensiva diferente do habitual, ou seja, a ausência do ponta de lança de raiz e a integração de um avançado mais móvel.

Com isto o FC Porto poderá apresentar uma equipa diferente do que o APOEL está à espera e que possa baralhar de forma mais incisiva a estratégia defensiva do adversário. Com Hulk, James e Varela, este último que foi considerado o melhor em campo no jogo com o Paços de Ferreira, poderão garantir mais dinâmica, mais velocidade e mais posse de bola, do que com Kléber a titular que obrigará a uma estratégia com pouca mobilidade, isto quando é esperado um APOEL bem mais ofensivo do que aquele que esteve no Dragão.

Certo, é o sector defensivo que irá actuar, ou seja, o mesmo que esteve no ultimo jogo com o Paços de Ferreira e com o Nacional. Já no meio campo, João Moutinho regressará à titularidade e deverá ter a companhia de Belluschi, para além de Fernando.

Ou seja, Vítor Pereira não deverá mexer muito na equipa, pois a mesma está consistente, talvez no sector ofensivo seja mesmo aquele que sofrerá mais alterações.

Equipa Provável: Helton, Sapunaru, Alvaro Pereira, Rolando e Mangala, Fernando, João Moutinho e Belluschi, Hulk, James e Varela.

É de facto fundamental os três pontos neste jogo para dar tranquilidade ao FC Porto nesta competição e consolidar os níveis de confiança que já estiveram mais abaixo do que estão.



Vítor Pereira foi cirúrgico nos últimos dois jogos e tem sido claramente o elemento do grupo em maior destaque. Depois de muitas vezes criticado por mim, há que reconhecer que tem estado muito bem. Outra expectativa grande está em redor de Hulk. O incrível não tem estado ao seu melhor nível dentro e fora do relvado, mas face ao recuo e ter considerado a atitude que teve, é esperado um grande Hulk a qualquer momento.

O jogo está marcado para as 19:45 e terá transmissão na RTP1.

Força Porto. Temos de vencer.
Ricardo Jorge

2 comentários:

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Hoje diante do Apoel, jogamos o apuramento na edição deste ano da champions. Temos de vencer. Para tal é necessário Ser Porto.
Há que entrar determinados, lutadores e procurar a vitória desde o momento inicial.
Somos melhores, mas temos de o demonstrar dentro de campo.

Jogue quem jogar, tem de lutar e dar tudo para vencer.

Abraço e bom feriado

Paulo

Artigosonline/ana disse...

Boas,
Este grupo revelou-se equilibrado, e os cipriotas surpreendentemente estão no comando do grupo. Cabe ao FC Porto mostrar, em campo, que é a equipa mais forte, porque o é.

Força FC Porto!

Cumprimentos

Ana Andrade

www.portistaacemporcento.blogspot.com
www.artigosonlineanaandrade.blogspot.com