domingo, 8 de abril de 2012

Vitória à Campeão

Tal como aconteceu no salão de festas, o FC Porto tinha que ganhar e ganhou.

É de facto constrangedor comparar este FC Porto que foi a Lisboa ganhar e passou a liderar isolado, ou o de esta noite com a mesma equipa que perdeu em Barcelos e que empatou com Feirense, Olhanense, Académica e Paços de Ferreira, sobretudo os últimos dois jogos, que resultaram depois de conquistar o primeiro lugar.

É este o FC Porto que merece ser campeão. É este o FC Porto que vai ser campeão.

A equipa entrou muito bem no jogo, correram do inicio ao fim, sofreram quando tiveram que sofrer, muito concentrados na defesa, só por uma vez é que falharam numa boa jogada que Hugo Viana rematou por cima, pressionantes no meio campo, nem se deu pela falta de Fernando, e com uma linha atacante que melhorou significativamente na segunda parte.

Vítor Pereira surpreendeu ao colocar Kléber, talvez a pensar na dose extra de motivação que poderia levar o jogador a exceder-se, enganou-se! A ideia foi ter um avançado um pouco mais móvel em detrimento de Janko que obrigaria a equipa a jogar mais directo. A ideia tinha lógica mas não com Kléber mas sim com Varela, tal como fez ao intervalo e com os resultados evidentes.

É certo que na primeira parte o FC Porto poderia e deveria ter ido para intervalo a vencer, Lucho desta vez não conseguiu acertar nas redes, por duas vezes, e mais tarde Hulk teve a possibilidade de fazer o golo da época, mas se o remate é fantástico, a defesa de Quim não fica atrás.
O SC Braga também teve algumas oportunidades mas era evidente que o FC Porto controlava as operações do jogo.

Na segunda parte, o SC Braga teve a melhor oportunidade do jogo, na única falha da defesa portista, mas logo a seguir, a qualidade dos jogadores e a pressão sistemática da equipa, resultou numa recuperação de bola e num remate com força e colocação que saiu do pé direito de Hulk.
Até final, o jogo ficou partido, o FC Porto teve mais oportunidades mas não teve o discernimento, face a mais facilidades, de matar o jogo.

Vítor Pereira esteve bem quando alterou a equipa ao intervalo (não é muito normal fazê-lo), deu mais fantasia, mais capacidade de desequilibrar e abrir espaços, mais posse de bola com a entrada de Varela. Mas ainda esteve melhor quando percebeu que Alvaro Pereira tinha amarelo, estava cansado e o adversário, que já incidia o ataque sobretudo por aquele lado, iria forçar ainda mais depois do amarelo a Alvaro Pereira. Ao colocar Alex Sandro, deu frescura àquela posição e aniquilou as transições ofensivas do SC Braga por aquele flanco.

Mais uma noite perfeita do FC Porto.





Os jogadores foram autênticos campeões, Vítor Pereira esteve muito bem nas substituições e os adeptos, que estiveram em bom número em Braga, tiveram o merecido retorno de um apoio incondicional à equipa.

Destacar as exibições de Helton, poucas intervenções mais seguras e eficazes, Otamendi, o melhor na defesa, o trio do meio campo, Defour, Moutinho e Lucho, quer a defender, quer a lançar o ataque num dinamismo quase perfeito, a bola passava sempre pelos três e claro, Hulk, que fez duas boas assistências para Lucho e ao segundo remate à baliza fez golo, com o seu pior pé, mas quem marca assim com o seu pior pé, tem de ser craque.

E Hulk tem sido de facto um dos jogadores em destaque nos últimos jogos, está menos agarrado à bola, tem assistido para golos, tem marcado golos, está a voltar ao melhor Hulk e o FC Porto agradece.

Nota menos positiva apenas para Alvaro Pereira. A noite não lhe correu muito bem, mas nunca comprometeu. A reacção à substituição não é correcta nem justa, a opção Alex Sandro resultou na perfeição e já é tempo dos jogadores perceberem que, mal ou bem, é o treinador que toma as decisões e ainda que as mesmas possam ser criticadas, naquele momento foi a opção que tomou depois da avaliação. Agora, compreende-se que o jogador se sentisse bem e quisesse muito ajudar a equipa, mas não pode ter aquela atitude.

Vítor Pereira voltou a marcar pontos, tal como aconteceu com Rolando, quando o retirou frente à Académica e nos últimos minutos, depois de muita pressão ofensiva, conseguiu empatar o jogo.

Acredito que o caso fique resolvido internamente nos próximos dias.
Independentemente do que vai acontecer no jogo do campeonato da 2ª circular, uma coisa é certa, o FC Porto continua primeiro, continua forte, continua motivado, tem já para o próximo jogo mais soluções, tem mais tempo de recuperação, tem tudo para conquistar o título.


Todas as imagens dos jogos do FC Porto.
(Clique na imagem para entrar)

Vem aí uma pausa no campeonato para entregarem a taça da Liga ao clube do regime, depois atenções voltadas para a recepção ao Beira-Mar e certamente com um Dragão cheio naquele que será o penúltimo jogo no Dragão esta época.

Força Campeões.
Ricardo Jorge

4 comentários:

100% Dragão disse...

Boas

Foi um jogo equilibrado onde Hulk fez a diferença. Depois da vantagem gerimos bem o jogo. Vitória muito importante para a conquista do titulo, mas nada está resolvido. Ainda faltam 4 finais. Unidos venceremos!

Boa Páscoa

Abraço

http://100porcentodragao.blogs.sapo.pt/

dragao vila pouca disse...

Vitória justa e indiscutível do F.C.Porto, que se apresentou na "Pedreira" com o espírito certo, a lição muito bem estudada - Mossóro e Hugo Viana, por exemplo, não "jogaram"- e a mostrar que queria ganhar. Se mantivermos este carácter, se todos quiserem, se não houver comportamentos de primas-donas, o Bicampeonato pode ser uma realidade.
Uma palavra para Defour, que fez esquecer Fernando e a mostrar que jogando mais vezes, ganhando confiança, pode ser um bom substituto do Polvo.
Outra para Alex Sandro, também cumpriu, que não merecia aquela atitude do Palito que também o atingiu.

Com esta vitória e o Braga a 5 pontos, a Champions está quase, mas como para o F.C.Porto o segundo lugar, é o primeiro dos últimos, estamos no rumo correcto para o grande objectivo da época, a conquista do título. Fizemos a nossa obrigação, ao fazê-lo colocamos a pressão do lado de lá e agora vamos assistir, de palanque, ao Sporting/Benfica.

Desejo a todos uma Santa Páscoa

Abraço

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

@ Ricardo Jorge

sem dúvida, excelente atitude, a demonstrar que há Querer em revalidar o título de campeões nacionais

somos Porto!, car@go!
«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todas(os) vós! ;)
Miguel | Tomo II

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Foi uma grande vitória do nosso Porto.

Fomos tudo aquilo que temos de ser para ser campeões.

O nosso meio campo esteve fantástico quer domínio quer no controlo do jogo.

Se encararmos todos os desafios até final com igual afinco e vontade, por certo seremos campeões.

De lamentar a atitude do Palito que está a atravessar uma fase menos boa do ponto de vista psicológico.
No jogo de Braga tudo lhe correu mal. Não vamos dramatizar uma situação, que já terá sido tratada internamente pelos seus colegas e equipa técnica.

Abraço e boa semana

Paulo