segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Sapunaru, um dos nossos!

Sinceramente de todos os jogadores que vão sair esta época, continuo sem entender a dispensa de Sapunaru.

É um dos melhores defesas direitos que passou pelo FC Porto, pós o eterno capitão João Pinto.

Sou suspeito, por ser admirador da sua forma de jogar e estar em campo. Sempre gostei de jogadores que põe os adeptos dos clubes adversários a pensar “foda-se este gajo é tinhoso”.

Grande parte da passada época VP, adaptou Maicon na lateral direita, deixando-o de fora vezes sem conta.
Todavia o romeno, por ser um jogador que “mais vale resistir do que desistir”, no final da época encontrou o seu espaço e agarrou a titularidade, sendo determinante na conquista do bicampeonato.

Sapunaru, é um defesa seguro, concentrado, fecha bem ao meio, talvez por ter jogado algumas vezes a central na Roménia, não é rápido, mas sabe bem os timimg’s para subir no corredor, aparecendo por vezes em zonas de finalização.
Nas bolas paradas atacantes e defensivas é nitidamente uma mais valia.

Sapunaru passou um calvário aquando do incidente no túnel da luz. 
Não fez mais do que faria qualquer jogador que sente o clube e que os tem no sítio.

É daqueles jogadores com garra, mística e que tem as características de jogador à Porto.



Espero que a SAD volte atrás na decisão, pois Sapunaru é e será sempre um dos nossos!
Basta de "guetização" do plantel do FC Porto ... 
Sapunaru in “Prosport” 4 de Janeiro de 2012 “Aquilo que mais sinto falta da Roménia é dos meus amigos. O Porto é uma cidade bonita, mas para quem vem para cá jogar é mais difícil. O plantel do FC Porto, por exemplo, é composto na sua maioria por jogadores sul-americanos e, normalmente, eles preferem sair com um colega que fale a mesma língua do que com um romeno.”

3 comentários:

José Santos disse...

Parabéns pelo Blog, é um bom espaço para se ler opiniões de treinadores de bancada...
Não consigo ficar indiferente a este post, e por isso, também vou deixar aqui uma labareda..
Desde a época passada que não se têm passado coisas no FCP que não consigo encontrar explicação:
1. Sapunaru: Um grande defesa direito, com enorme qualidade, arrisco-me a dizer "O unico portista do plantel" é encostado e o Maicon assume o lugar dele... Adaptar um central a defesa direito, quando se tem um grande lateral no plantel, a meu ver, não me parece uma boa opção
2. Iturbe: Um jogador com uma cláusula de 60M€, a desvalorizar de dia para dia. O que lhe fizeram na apresentação (entrar a 2 min do fim) e na Supertaça (fora dos convocados) não dá para perceber. O rapaz pode ser novo, mas o Djalma e o Varela são melhores que ele? Sinceramente, eu não acho... Ele precisa de jogar, e caso o Hulk não se vá embora (o que eu duvido!) vai ser mais um ano em que este craque vai ser encostado para dar lugar a Varelas e a Djalmas...
3. James: um grande nº10! Com atacantes de tanta qualidade, e com o James a mostrar por diversas vezes que rende mais como 10 do que nas alas, porque insiste o homem em coloca-lo naquela posição?

Vou ser apenas mais um, mas na minha opinião, VP não é treinador para o FCP, tudo bem que não é adepto da filosofia da chiclete, mas por vezes, para bem da equipa é preferivel ser, do que querer compensar um jogador por um bom trabalho, e prejudicar a equipa...

De loucos e treinadores de bancada, todos temos um pouco, por isso, foi esta a minha labareda! Votos de um óptimo trabalho! e eu vou continuando a passar por aqui...

Dragus Invictus disse...

Bom dia amigo José Santos,

Em nome de todos os membros deste espaço, agradeço as suas palavras.

Tem razão no que explanou, muitos erros se têm cometido, e para nós comum dos adeptos são incompreensíveis. Se existem motivos do foro interno do clube para "castigar" os atletas, não sabemos.

Sapunaru merecia ficar, é dos melhores que passou na posição que ocupa nos últimos anos.

Volte sempre amigo,

Grande abraço

Paulo (Dragus)

Armando Pinto disse...

Sapunaru é mesmo dos "nossos", como ainda há pouco demonstrou nos festejos do Título...
Inicialmente eu nem simpatizava muito com ele, por o achar muito lento e macio, quase parecendo desinteressado. Verifiquei depois que algumas das facetas que me faziam desgostar dele deveriam ter a ver com as instruções técnicas de JF, pois com Villas-Boas ele parecia outro. E a partir daí, e mais ainda esta última época com VP, ele fez grandes jogos e teve influência evidente.
Não entendo o que se passa, agora, ficando porém a torcer para que o caso seja resolvido da melhor forma,se possível com ele entre nós.