domingo, 3 de fevereiro de 2013

Aqui nasceu o Campeão

Que grande exibição do FC Porto! A equipa de Vítor Pereira fez provavelmente um dos seus melhores jogos para a Liga, um dos melhores da época e muito provavelmente um dos melhores da era Vítor Pereira.

O resultado foi volumoso, podiam ter sido mais, mas o que mais impressionou pela positiva foi a segurança defensiva e as acções do meio campo que para além de fazer jogar a equipa neutralizou por completo o adversário.
E tem sido esta a chave do sucesso do FC Porto. Com tantas ausências no sector ofensivo Vítor Pereira montou a equipa com uma dinamica diferente mas com o mesmo rigor defensivo e capacidade ofensiva suficiente para continuar a ganhar e a jogar bem.

Desde a lesão de James e a partida de Atsu para a CAN o FC Porto realizou 7 jogos, 6 deles para a Liga onde registou 5 vitórias, sem golos sofridos, e 1 empate no terreno do principal adversário e ainda apurou-se para as meias finais da taça da Liga com uma vitória frente ao Vitória Setúbal. Um total de 18 golos marcados e apenas 2 sofridos.

E foi neste periodo que o FC Porto conseguiu recuperar o primeiro lugar da Liga facto que comprova que o plantel do FC Porto é de uma qualidade muito boa e que os jogadores e equipa técnica estão juntos para atingir os objectivos.
Ontem o FC Porto esteve forte, concentrado, rigoroso e muito assertivo. Roçou claramente a perfeição e impressionou sobretudo porque manteve este ritmo quase durante todo o jogo, não se deixando abrandar pelo facto de ter marcado o primeiro golo no primeiro quarto de hora e de ter marcado o terceiro no primeiro quarto de hora da segunda parte.
O resultado até pode parecer que foi tudo muito fácil, mas este jogo era sem dúvida um dos mais importantes na caminhada do FC Porto rumo ao título e a prova disso é que a equipa o encarou como encarou.

E este resultado e exibição abre ainda mais expectativas para o futuro próximo. O regresso de James e Atsu está para breve, talvez regresse mais cedo Atsu, e Defour dentro de 1 ou 2 semanas estará novamente disponível o que, com a melhoria fisica de Izmaylov e Liedson, tornará claramente o FC Porto no principal candidato ao título e com esperanças naturais de passar a próxima fase da Champions.

E o que dá ainda mais satisfação é que há muito, muito tempo, que não se fala de arbitragem a favor do FC Porto. Falou-se em Setúbal, mais por ruído do adversário do que propriamente de alguém que perceba de futebol, mas as vitórias do FC Porto têm sido claras, com os adversários a reconhecer o mérito e a qualidade do FC Porto. Não temos tido árbitros que habitualmente nos beneficiam a apitar os nosso jogos, nem tão pouco temos tido expulsões de jogadores adversários que a comunicação social ligou ao interesse do nosso clube. Têm sido vitórias dentro do campo e com evidência da nossa qualidade.

E isso preocupa e altera o bom senso que algumas pessoas deveriam ter, como é exemplo as capas dos jornais de Lisboa, que destacam claramente a conferência de imprensa do treinador do adversário directo do FC Porto em detrimento da excelente vitória naquele que era, é, foi o jogo mais importante da jornada.

Voltando ao jogo, não há muito mais para dizer. Destacar individualmente é dificil, mas mais uma vez, o sector defensivo esteve num nível a roçar a perfeição, com destaque para Mangala e Alex Sandro que continuam numa forma e a mostrar uma qualidade que para jogadores daquela idade demonstra que serão dos melhores do mundo muito brevemente.
O homem do jogo foi claramente Jackson, mais uma vez. Não só pelos 3 golos marcados, mas também pela excelente movimentação que tem dentro do campo, que permite abrir espaços e baralha completamente os adversários. Será muito interessante, e Vítor Pereira abriu ontem um pouco o véu, ver Jackson e Liedson lado a lado, naquele que será o regresso ao esquema 4X4X2, que muitos Portistas ambicionam ver implementado e que começa, com as movimentações do mercado de Janeiro, a ganhar alguma consistência para ser uma aposta real.

E este esquema tem força para andar sobretudo pela consistência que o meio campo está a dar ao sector ofensivo. O FC Porto tem jogador nos ultimos jogos com um médio como falso extremo e as coisas têm saído muito bem. Ontem Izmaylov foi titular e foi já perceptível a qualidade de passe e o posicionamento em campo, ora na direita, ora no meio, ora na esquerda, posição que Defour também fez muito bem nos últimos jogos.

A entrada de Liedson foi outro dos momentos mais esperados. O levezinho esteve discreto mas foi possivel ver a preocupação de se integrar no meio com Jackson. Foram os primeiros minutos em campo, na próxima semana no Dragão voltaremos a ver mais alguns.

Por último dar conta da presença de muitos Portistas em Guimarães. Foi a melhor casa do adversário até ao momento, os Portistas contribuiram e muito e foi também muito importante para a equipa sentir que estava com apoio.

Tempo agora para recuperar forças e concentrar já no próximo no Dragão frente ao Olhanense. A participação na Champions está a chegar, antes o FC Porto terá mais dois confrontos para a Liga e o objectivo é claro, vencer e concentrar-se na Champions com a manutenação do primeiro lugar da Liga.

Força Porto
Ricardo Nuno Gonçalves Jorge

4 comentários:

dragao vila pouca disse...

Um Porto de Honra, produziu uma exibição de grande qualidade, para ninguém botar defeito, aliás, na linha da que tinha feito frente ao Gil Vicente e conquistou um triunfo indiscutível, por números que até podiam ser mais dilatados. Frente a um Vitória que já não perdia há 7 jogos e que em casa é sempre um adversário difícil, a equipa de Vítor Pereira jogou muito bem, durante todo o tempo, foi categórica e reduziu a nada, uma equipa que ontem, mérito do F.C.Porto, pareceu vulgar.

Abraço

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Ontem tivemos um Porto que esmagou completamente o seu adversário.

Um jogo colectivo muito forte e uma pressão intensa banalizaram o Vitória.

Foi um Porto Vintage com Jackson a demonstrar as credenciais de ponta de lança de classe mundial.

Fantástico o apoio dos adeptos à equipa.

Com esta equipa a jogar assim podemos ambicionar tudo.

Foi o melhor jogo da era VP e esperemos que tenha continuidade.

Rumo ao Tri.

Abraço

Paulo

P. Ungaro disse...

Boas,

Parafraseando o jogador do Guimarães na flash, Alex, o Porto está para a Liga Portuguesa como o Barça está para a liga Espanhola.
Depois do brilhante jogo contra o Gil mais uma vez o FC Porto este a um altissimo nivel, que no ataque quer na defesa, sendo que o meio campo este muito dinamico.
A entrada de Izmaylov, foi determinante e está visto que é uma mais valia para a equipa.
Estivemos perfeitos e temos ue continuar com este ritmo, com esta pressão e com esta dedicação, e assim sendo vamos longe.

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.pt/

Artigosonline/ana disse...

Boas,
Não se esperava que a visita à cidade berço fosse fácil, mas o FC Porto fez das dificuldades facilidades e venceu, brilhantemente, mais esta batalha. Foram
mais quatro golos para a conta geral e três para a conta particular de Jackson, tudo somado resulta em mais três pontos para a classificação do campeonato.
Gostei do jogo, gostei da exibição de todos, contudo, tenho de destacar, pois claro, Jackson pelos seus três golos nesta partida, o colombiano que já conta
com 18 golpes certeiros nas balizas adversárias. Em suma, o FC Porto venceu mais uma batalha neste campeonato; revelou-se, mais uma vez, uma equipa segura
e dominadora; venceu por quatro golos sem resposta mas poderiam ter sido mais.

Cumprimentos

Ana Andrade

www.portistaacemporcento.blogspot.com
www.artigosonlineanaandrade.blogspot.com