terça-feira, 16 de novembro de 2010

Estádio do Dragão * 7º Aniversário

No FC Porto, comemora-se o 7.º aniversário do Estádio do Dragão, onde de manhã os adeptos podem assistir ao treino orientado por André Villas Boas, depois há conferência de imprensa do médio argentino Belluschi.

A festa prolonga-se pelas 10h30, já que na Loja Azul do estádio, o número 7 Belluschi participará numa sessão de autógrafos.

A partir das 15h, os portistas dispõem da oportunidade de visitar, gratuitamente, o Estádio do Dragão, onde poderão seguir as pisadas dos seus ídolos e conhecer todos os recantos do recinto inaugurado a 16 de Novembro de 2003, com uma vitória do FC Porto sobre o Barcelona, por 2-0.

Momentos em vídeo publicados no Portal dos Dragões:

Introdução ao estádio do Dragão

Um dos mais modernos estádios do mundo

Inauguração da Praça do FC Porto

O descerrar da placa de inauguração

A festa no estádio

O helicóptero com Luís de Matos

O fogo de artifício

Vista aérea do estádio do Dragão (ao som do «Dallas»)

A sala de controlo do estádio

Os videoscreens do estádio

Os camarotes mais luxuosos

O conceito «Platinium»

Os camarotes de 3 e 4 estrelas 

Estádio do Dragão


O Estádio do Dragão é um estádio de futebol localizado na cidade do Porto. É propriedade do Futebol Clube do Porto. Tem uma capacidade de 52.000 espectadores, todos sentados e cobertos.

O Estádio do Dragão foi construído para substituir o velho Estádio das Antas que abriu as portas em 1952. Foi inaugurado em 16 de Novembro de 2003 num jogo particular com o FC Barcelona e utilizado em 2004 em cinco jogos do campeonato do Euro 2004, foi palco do jogo inaugural deste grande evento desportivo, disputado entre Portugal e a Grécia no dia 12 de Junho, onde a equipa anfitriã foi derrotada por 2-1. Aqui também tiveram lugar os jogos da fase de grupos Alemanha - Holanda e Itália - Suécia, a 15 e 18 de Junho, respectivamente, e ainda o jogo dos quartos-de-final entre a República Checa e a Dinamarca, e a meia-final que opôs a Grécia e a República Checa.


O estádio teve uma construção conturbada. Durante a construção, conflitos entre o presidente do clube, Jorge Nuno Pinto da Costa e o presidente da autarquia, Rui Rio, levaram a sucessivas paragens na obra e adiamentos. O estádio foi projectado pelo arquitecto Manuel Salgado e custou cerca de 98 milhões de euros, dos quais 18,5 milhões pagos pelo Estado.

Durante a construção, houve uma viva discussão sobre o nome a dar ao estádio. "Estádio das Antas", "Novo Estádio das Antas" e "Estádio Pinto da Costa" foram alguns dos nomes propostos. Pinto da Costa recusou o seu próprio nome e escolheu "Dragão" por referência ao Dragão que figura na presidência do clube.

O Estádio do Dragão, pela sua excelência, tem servido de inspiração para construções similares noutros países. Dois exemplos: um dos projectos para o novo estádio nacional da Irlanda do Norte, a construir em Maze (perto de Lisburn), tem o Dragão como modelo;[1] no âmbito do Campeonato do Mundo de 2014 uma delegação constituída por empresários, arquitectos, representantes de clubes, do sector da construção e de governos estaduais e perfeituras visitou os estádios do Euro 2004, tendo elegido o Dragão como o "mais bonito", "harmonioso" e "interessante" dos visitados e um caso "a copiar" no Brasil.

Classificação internacional

Grau A - O estádio do Dragão pode ser o palco de qualquer evento futebolístico nacional ou internacional.

Certificações

O Estádio do Dragão é o primeiro estádio europeu a conseguir a certificação «GreenLight». Esta é uma certificação da Comissão Europeia (através da ADENE - Agência para a Energia), premiando o esforço realizado em termos da utilização racional de energia e na qualidade da iluminação.

Distribuição dos lugares de bancada

Lugares de bancada - 45.634

Lugares de empresa - 1.176

Camarotes de família - 1.120

Lugares de tribuna - 898

Camarotes de venda livre - 596

Camarotes de 5 a 6 estrelas - 372

Lugares de Imprensa - 194

Camarote presidencial - 120

Deficientes e acompanhantes - 104

Curiosidades

O Estádio do Dragão é considerado, pela FoxSports.com, como um dos "25 Football`s Hallowed Grounds", ou seja, um dos 25 Estádios mais sagrados do futebol mundial.

O Estádio do Dragão já recebeu um prémio da "European Convention for Construction Steelwork".

O Estádio do Dragão foi o primeiro estádio europeu a conseguir a certificação "GreenLight". Esta é uma certificação da Comissão Europeia (através da ADENE - Agência para a Energia), premiado o esforço em termos de utilização racional de energia e na qualidade da iluminação.

O Estádio do Dragão está equipado com dois painéis electrónicos, que contém a resolução mais elevada em Portugal e uma das mais elevadas do Mundo.

O Estádio do Dragão está equipado com a tecnologia mais avançada em termos de controlo de acessos a bilheteira, tendo torniquetes instalados que permitem a validação de um ingreso adquirido, por exemplo, através do telemóvel.

O Estádio do Dragão é de Grau A, o que significa que pode ser palco de qualquer evento futebolístico nacional ou internacional.

Brasileiros elegem estádio do Dragão "o mais bonito" COMITIVA QUER "COPIAR" RECINTO DO FC PORTO

O Estádio do Dragão foi eleito o "mais bonito", "harmonioso" e "interessante" dos visitados pela uma comitiva brasileira, tendo em vista a recolha de experiências para o Campeonato do Mundo de 2014.

"Este estádio é um sonho", referiu Sérgio Veiga Brito, do Flamengo, que destacou ainda do ponto de vista arquitectónico a obra realizada em Braga "onde se construiu um recinto belo e de formas únicas".

Isaac Ferreira, da Federação Paranaense de Futebol, também elogiou o recinto do FC Porto: "É limpo, harmonioso e colorido."

De acordo com a comitiva, que integrava representantes de clubes, empresários, arquitectos e representantes do sector da construção, de governos estaduais e perfeituras (municípios), a casa dos portistas é um projecto "a copiar".

Portugal foi o parceiro escolhido pelo Brasil, único candidato a acolher o Mundial' 2014, para conhecer e debater as experiências na construção dos estádios, tendo como base o sucesso do Euro'2004.

Luizinho, ex-futebolista do Sporting e actual dirigente do Vila Nova, de Minas Gerais, é uma das vozes discordantes da organização do Mundial de 2014, por achar que "há problemas sociais mais prementes para resolver."

"Este estádio é bom para os olhos e para a alma e as pessoas sentem-se bem aqui", referiu João Bosco Borba, chefe da delegação e presidente da Associação Nacional de Empresários e Empreendedores Afro Brasileiros (ANCEABRA).

Segundo João Bosco, "o Dragão, amplo e arejado, e convém não esquecer que o torcedor brasileiro gosta de tirar a camiseta, podia inserir-se perfeitamente na paisagem do sul-sudeste do Brasil, tal como o de Braga no Nordeste".

"O Brasil tem recintos obsoletos, sem condições para grandes eventos, por isso temos que aprender com a dinâmica do Euro2004, em que Portugal alterou o conceito de arquitectura de estádios", sublinhou João Bosco.

Na base do recurso a Portugal, em vez de Alemanha ou África do Sul, estão três razões base: a criatividade das estruturas, a boa relação preço/qualidade e a ligação do estádio com a zona em que se insere.
Em Setembro deste ano o FC Porto recebeu o prémio da ECA para o maior feito não desportivo do ano. O título foi anunciado esta segunda-feira, em Genebra, no decorrer do primeiro dia de actividades da assembleia geral da European Club Association.

O prémio está relacionado com a candidatura apresentada pelo FC Porto no âmbito das boas práticas ambientes implementadas no Estádio do Dragão e que estão materializadas nos certificados de qualidade e ambiente que o palco azul e branco ostenta.

Recorde-se que o Estádio do Dragão, já foi galardoado com o prémio da “European Convention for Construction Steelwork” e é considerado, pela FoxSports.com, como um dos “25 Football`s Hallowed Grounds”, ou seja, um dos 25 Estádios mais sagrados do futebol mundial, é o primeiro estádio europeu a conseguir a “GreenLight”, uma certificação da Comissão Europeia através da Agência para a Energia, que premia o esforço realizado em termos da utilização racional de energia e na qualidade da iluminação.

1 comentário:

Armando Pinto disse...

Uma data que diz muito a todos os Portistas, como, no caso pessoal, também recordo
em

http://longara.blogspot.com/

Aquele dia, apesar daquele frio... tantas imagens... parecendo que estávamos num outro sítio... Quem não tem suas recordações disso tudo, desse dia, daquele acontecimento?!

Abraço