sábado, 5 de novembro de 2011

Onde está o Porto??

...

Este comentário começa com umas enormes reticências ... Começa a ser desesperante ver esta equipa jogar... Não consigo compreender como é que, com praticamente todos os jogadores que o ano passado fizeram uma época histórica, com a conquista de 4 títulos, se consegue fazer uma exibição destas!

Não, não foi uma noite má, não foi uma noite de azar, não foi apenas uma noite... Esta equipa não é equipa. Eu esforcei-me imenso durante o jogo para tentar perceber quem estava bem ou quem estava mal... Impossível, porque não há nenhum jogador que tenha estado bem... Quando verificamos que o guarda-redes é o jogador que mais rapidamente lança um ataque, verificamos que não existe meio-campo nem ataque... Não há velocidade, não há qualidade de passe, não há ligação entre a equipa, não há brilho, não há paixão a jogar, NÃO HÁ PORTO!

O jogo resume-se a um penalty e respectiva recarga falhados, falta de velocidade em todos os sectores, desde a defesa no qual jogou Maicon a lateral (o quê Vítor Pereira??),que esteve bastante mal, comprometendo em mais do que uma ocasião; um Mangala completamente desconcentrado e a perder muitas bolas; um meio-campo sem conexão no qual Belluschi simplesmente não existiu (alguém deu por ele a jogar?), e um ataque completamente desinspirado, com James a ser um espectro de si mesmo e um Hulk que se notava extremamente nervoso e pouco confiante, o que se revelou no penalty falhado e nas várias ocasiões desperdiçadas (apesar de continuar a ser dos mais esforçados)...

Dragão Azul TV



É mais que visível que o discurso que Vítor Pereira teve na conferência de imprensa da antevisão do jogo não surtiu efeito nenhum. Os jogadores não se galvanizaram com as suas palavras, e assistimos a mais do mesmo nesta noite...

Posso dizer que ainda tivemos alguma sorte porque o adversário que tínhamos pela frente era o Olhanense, uma equipa que não é propriamente eficaz no ataque, porque por diversas ocasiões apanhou a defesa portista desatenta e em velocidade poderiam mesmo ter chegado ao golo...

Não há muito mais a dizer... Exige-se uma mudança rapidamente... Não sei bem onde, não sei o que se passa lá dentro, se são os jogadores, se é o treinador... Só Pinto da Costa poderá saber o que se passa, e só mesmo ele poderá tomar uma atitude...

Este jogo não merece mais comentários.

Espera-se agora que o Braga surpreenda o Benfica e vença, para que, pelo menos, a liderança não seja já perdida.

De qualquer das formas, é triste estarmos a pensar no jogo de terceiros para conseguir algo que deveria ser nosso por mérito... Penso que a época está bastante comprometida, e se nada mudar nos próximos tempos, poderemos dá-la mesmo como perdida.

O FC Porto deslocou-se a Olhão na 10ª jornada da Liga Zon Sagres e não foi além de um empate a zeros.

Saudações bastante desanimadas mas sempre portistas,

Carla Correia

9 comentários:

Anónimo disse...

Este ano não há nada pra nós. Não quizeram acreditar que com esta camisola de risca ao meio nunca se ganha nada, mas é como as bruxas, que as há, há

Armando Pinto disse...

Por muito que custe isto já só vai com a saída do treinador, mas os jogadores deviam ser penalizados, tirando-lhe ao ordenado, pois quer parecer que, na maioria deles, andaram a tramar quer o treinador quer quem não os deixou sair... e os outros estão a ir na onda dos demais. É uma tristeza, infelizmente, mas se não for tomada posição firme, vai ser mau.

100% Dragão disse...

Boa Noite

Mais um jogo péssimo... Nem sei o que dizer sobre ele.

Um Porto sem ideias, sem dinâmica, sem fio de jogo... enfim, sem nada. Nenhum jogador consegue jogar ao seu verdadeiro nível.

Já não há paciência para ver este Porto, demasiado mau para ser verdade.

O Vítor Pereira não é o único culpado, mas é para mim o principal, as suas péssimas opções continuam, o seu discurso não tem sentido, não consegue motivar a equipa, enfim... não tem categoria para ser o treinador do FC Porto. Ponto Final!

Não sei se a sua saída irá resolver todos os problemas, uma coisa é certa, alguma coisas a SAD tem que fazer, isto não pode continuar.

Depois do Villas-Boas ter fugido eu apoiei a escolha do Vítor Pereira, no sentido de dar continuidade a fantástica época anterior, mas este Porto pouco ou nada tem do ano passado. Enfim... todos percebemos a ideia mas foi uma escolha infeliz. Não funcionou, agora temos que mudar.


Espero calmamente desenvolvimentos nos próximos dias...


Não esquecer que "Somos Porto" nos bons e nos maus momentos.

abraço

http://100porcentodragao.blogs.sapo.pt

David Pinto Faria disse...

Mais um jogo pobre e vergonhoso... Continuo a não entender o porquê do Otamendi e o Defour não jogarem a titular. O Rolando não tem qualidade para ser titular, nunca teve, o Maicon? este senhor nem no banco devia estar, o Fernando não joga com a qualidade que nos habituou, joga a 50%... A culpa não é só do VP é também da equipa, e por mais que Adore o HULK, parece-me que 2 jogos no banco ia-lhe fazer muito bem... Como diz o slogan SOMOS PORTO! mas ser Porto não é jogar desta forma e ser Porto não é empatar com o Feirense, com os mouros em casa, com o Apoel com o Olhanense e sem duvida perder em casa do Apoel... SER PORTO É PRATICAR BOM FUTEBOL E TRAZER SEMPRE OS 3 PONTOS!

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Ontem foi novamente mau demais para ser verdade.
Mais uma péssima exibição. Mas pior que a exibição é a atitude da equipa.
Um meio campo a jogar devagar, parado e paradinho, jogadores que a cada passe parece que atiram uma pedrada aos colegas, erros infantis, ineficácia no passe etc tudo isto são sinónimos do actual momento do FC Porto. É o completo desnorte.
Algo tem de ser feito, caso contrário a época está em risco.
Depois de um mau planeamento da época, agora infelizmente começa-se a colher os frutos.
Não temos um avançado à altura dos pergaminhos do clube, deveríamos ter deixado sair alguns atletas, que a esta altura pelo seu descontentamento prejudicam o grupo e por último temos de voltar a apostar em malta da formação que encarne a mística do clube.
Pela conversa de VP, o PC tem confiança nele ... veremos até quando.
Agora há uma paragem no campeonato que servirá para reflectir e levar os fracos de espírito à bruxa, igreja ou psicólogo.

Fica mais uma noite de tristeza e nervosismo causado por uma equipa que esta ligada às máquinas.

Abraço e bom domingo

Paulo

josé ribeiro disse...

....triste , vergonhoso , isto não é o f.c.porto ..todos culpamos o treinadore, sem qualidade,mas e os jogadores,o que dizer deles como é possivel so falta o FALCÃO nesta equipa para ser igual a do ano passado e andamos para aqui há 15jogos a perguntar porquê ????como é possivel jogarem tão mal.deixo aqui a pergunta--que é feito da sad de PINTO DA COSTA de todos os outros,que é feito do f.c.porto...????????

dragao vila pouca disse...

Não é fácil manter a calma, fazer o post sem zurzir a torto e a direito no treinador e jogadores, mas tem de ser...
O Campeão, hoje em Olhão, foi uma equipa sem nada, incapaz até, de marcar um golinho que seja, mesmo de penalty. Perdeu-se tudo: alma, crença, qualidade, confiança, espírito de equipa, este Porto é um amontoado de jogadores que têm bola, mas não sabem o que fazer com ela. Domina, mas raramente cria perigo; circula, mas nunca encontra espaços; joga com uma lentidão exasperante.
Tem uma defesa intranquila, trapalhona, complicativa atrás, a não aproveitar nada à frente e até, como foi o caso de Rolando, capaz de estragar um golo a Mangala. Meio-campo desinspirado, desligado, muito recuado, com o melhorzinho a ser Fernando. Moutinho melhorou na segunda- parte, mas errou passes a mais e Belluschi, minha nossa, como foi possível ter estado em campo tanto tempo? Se a defesa e o meio-campo "não estiveram lá", o ataque foi praticamente inexistente. Apenas um ou outro fogacho de Hulk, agitou as hostes. A sensação que fica, custa-me, mas tenho que o dizer, é que parece que ninguém quer nada com aquilo. Ninguém se revolta, ninguém pega na batuta, ninguém mostra aquele carácter que foi a imagem de marca do F.C.Porto. É incrível como uma equipa com tanta gente com qualidade, pode jogar tão mal, como jogou a equipa portista, principalmente na primeira-parte. O que fazer, agora que vem aí mais uma pausa para as seleções e uma dúzia de jogadores vão estar fora do Olival? Não contem comigo para pedir a cabeça do treinador, não faço, nem nunca farei, mas há uma coisa que digo e claramente: isto está a atingir o ponto de saturação.
O F.C.Porto arrasta-se, há jogadores que mostram azias por não jogarem e outros quando saem, mas que depois, quando têm oportunidades, não dão uma para a caixa, fazem exibições confrangedores e não acontece nada? Sem querer especular, isto não deve ser só por culpa do treinador, tem de haver mais qualquer coisa. Está a ser mau de mais, isto não é Porto e os responsáveis têm de dizer ou fazer alguma coisa. A voz do clube, nesta altura do campeonato, não pode ser só a voz de Vítor Pereira, sempre o elo mais fraco quando as coisas correm mal. Aguardemos. Podemos não ganhar sempre, mas temos o dever de fazer sempre tudo para ganhar. Nos últimos jogos, não é essa a imagem que fica.

Abraço

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Mais um jogo para esquecer tal a mediocridade patenteada ao longo dos noventa minutos. A história deste jogo conta-se pelo que o FC Porto não conseguiu fazer. Esta equipa transmite em cada minuto uma imagem deplorável e nada dignificante. Este Porto não tem alma, não tem raça, não tem identidade, não tem fio de jogo, não tem ambição, não tem arte e também não tem vergonha! Estes atletas não jogam futebol, empurram a bola desordenadamente, aos repelões, com muita atrapalhação. A bola estorva, ninguém tem a noção do que deve fazer. Esta é a real imagem deste conjunto de «matrecos» que nem correr conseguem. E mais não digo!

Um abraço

TertúliaPortista disse...

Oi amigo. Melhores dias virão é o que esperamos sim.
Saudações Portistas.

Melhores cumprimentos



http://tertuliaportista.blogspot.com/