terça-feira, 20 de dezembro de 2011

A Taça mal Amada

Mais um ano em que o FC Porto desvaloriza a Taça da Liga.

No primeiro ano, a equipa liderada por Jesualdo Ferreira foi surpreendida por um Fátima, já nas grandes penalidades, num jogo em que apesar das inúmeras alterações no onze, falhámos tudo e mais alguma coisa.

No segundo ano, foi evidente o voto de protesto pela forma como foi organizada e como foi colocada em questão a legalidade da participação do FC Porto, num dos jogos da 1ª fase. Nas meias finais o FC Porto materializou o protesto com uma viagem de Alfa Pendular até Lisboa, no dia das meias finais com o Sporting e com uma equipa de segunda linha.

No terceiro ano a competição já foi levada um pouco mais a sério, mas vivia-se um espírito de cortar à faca antes da final e assim decorreu tal como antes mesmo de se jogar, mal. Era neste jogo que deveria ter existido o protesto, pois 3 dias depois desta final, foi quando saiu o castigo reduzido a Hulk e Sapunaru.

No ano passado, imbuído pela excelente época que decorria, o FC Porto teve já um discurso menos negativo, mas cedo se instalou a desvalorização após a derrota frente ao Nacional no primeiro jogo.

Este ano, Vítor Pereira resolveu, antes do primeiro jogo, clarificar dizendo que esta Taça não era prioritária. Ora, partindo do principio que o discurso está alinhado e é feito de dentro para fora, e face à convocatória para amanhã, percebe-se que está preparado já o cenário da derrota.

Tratado-se de um título oficial, e tendo em conta que o calendário não obriga a mais do que 2 semanas consecutivas com 2 jogos por semana, há que dizer que a desvalorização desta competição não está relacionada com questões de calendário. Mais, enquanto que os clubes Portugueses não se habituarem e jogar 2 vezes por semana, várias vezes durante o ano, não terão um competitividade regular com os grandes da Europa.

Este título não está e nem deverá estar conotada a nenhum clube. O facto de existir uma equipa que já têm 3 títulos só deveria motivar o FC Porto para ser, também nesta prova, líder nas conquistas, até porque este ano, perspectiva-se um regresso ao salão das festas, nas meias finais.

Coube em Sorteio, tal como o ano passado, 2 equipas da 1ª Liga e 1 da 2ª Liga. Teoricamente é um grupo mais acessível que o do ano passado, mas é este primeiro jogo que é fundamental para a passagem à próxima fase. Com apenas 3 jogos, uma derrota poderá significar, tal como o ano passado, a eliminação na prova, pelo que era esperado mais ambição da estrutura FC Porto para o jogo de amanhã.

Ainda para mais, quando o FC Porto já perdeu 2 grandes objectivos da época, que era chegar aos oitavos da Champions e vencer a Taça de Portugal.
A convocatória de amanhã, para além de demonstrar aquilo que Vítor Pereira disse, demonstra ainda que jogadores como Fucile e Sapunaru estão mesmo de saída do FC Porto já na reabertura do mercado. Não faz sentido que dois jogadores que partiram como fortes candidatos a titulares e que na pré-epoca até demonstraram bons apontamentos que fiquem de fora nesta prova, quando são chamados juniores para o jogo. Não deixa de ser curioso e até arrojado da estrutura FC Porto que se dispense os 2 laterais direitos, se aposte na opção Maicon, que já percebemos que não terá futuro, sobretudo nas acções ofensivas e que se possa imaginar que Danilo vem aí e irá assumir sem riscos essa posição, numa altura em que estará em jogo a Liga Europa e a Liga Portuguesa que este ano já percebemos que será bem mais difícil que no ano anterior.

Com excepção de James, Guarin, Defour e Rafa, todos lesionados, e Helton, Rolando e Alvaro Pereira por opção para dar oportunidade a outros, também Walter parece estar no grupo de dispensáveis. Tem estado alguns dias ausentes para tratar de assuntos pessoais, o que a ausência das convocatórias poderá significar que estará a tratar do futuro e nem tanto por causa de Kléber ter sido opção.

Destaque para a chamada dos Juniores Kadu, Tiago Ferreira e Vion.

Lista de Convocados: Maicon, Belluschi, João Moutinho, Rodríguez, Kléber, Hulk, Varela, Djalma, Mangala, Souza, Fernando, Alex Sandro, Iturbe, Otamendi, Bracali, Kadu, Tiago e Vion.



O Paços de Ferreira tem sido na Liga uma das grandes desilusões da prova. Uma equipa que habitualmente tem tido boas equipas, este ano já vai no 3º treinador e parece que este último voltou a não conseguir dar um abanão na equipa. Com o titulo da pior defesa da Liga, à data, é este o sector sem dúvida mais débil da equipa, no entanto, não é o pior ataque da Liga, tendo inclusive várias equipas atrás.

Já eliminado da Taça de Portugal, tal como o FC Porto, é possível que não seja amanha que se veja um Paços de Ferreira diferente daquilo que tem mostrado. Contudo, são nestes jogos grandes que por vezes as equipas se motivam e dão a volta, pelo que Vítor Pereira, terá que ser rigoroso na preparação e a equipa competente, isto claro, se a estrutura do FC Porto perspectivou algum objectivo para esta competição.

São previsiveis mudanças no onze, mas até poderá ter contornos de radicalismo, isto se Vítor Pereira fizer jus à classificação que deu a esta prova. Amanhã veremos. Duas certezas: Bracali e Cristian Rodriguez serão titulares.

Equipa Provável: Bracali, Maicon, Otamendi, Mangala e Alex Sandro, Fernando, Souza e Belluschi, Cristian Rodriguez, Djalma e Kléber.

Última nota para a antecipação deste jogo para amanhã, permitindo uma preparação mais longa para o primeiro jogo do ano, em Alvalade.

Os adeptos têm respondido em bom número nos últimos jogos e tendo o jogo de amanhã características especificas, será importante o apoio à equipa e que possam demonstrar que todos os Portistas também querem este título no futuro museu do Dragão.

O jogo tem transmissão televisiva na Sport Tv 1 pelas 21h00.

Força Porto.
Ricardo Jorge

2 comentários:

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Mesmo não sendo este troféu um objectivo prioritário, o FC Porto como maior clube português que é, tem obrigação de a vencer.
Sabemos que esta competição é utilizada para rodar os atletas que menos jogam, mas estes têm de ter brio e vontade de demonstrar ao treinador que têm valor para jogar mais vezes.
Espera-se uma vitória do FC Porto, pois é favorito.
Vamos ter a oportunidade de ver actuar alguns que menos oportunidades tiveram.

Abraço e boa semana

Paulo

Artigosonline/ana disse...

Boas,
A Taça da Liga não é nem de perto nem de longe o principal objectivo da época, por isso percebo as palavras do treinador, que aliais não foram diferentes dos anteriores treinadores. Claro que o FC Porto nunca entra para perder. É, portanto, uma competição que serve para ver como evoluem os menos utilizados e depois logo se vê.

Força FC Porto!

Cumprimentos

Ana Andrade

www.portistaacemporcento.blogspot.com
www.artigosonlineanaandrade.blogspot.com